PUBLICIDADE

Regi√£o / Sa√ļde

Campanhas de vacinação se encerram nesta sexta (13) abaixo da meta

Da Redação

As campanhas de vacina√ß√£o contra poliomielite e multivacina√ß√£o ser√£o encerradas nesta sexta-feira (13) abaixo da meta estipulada pela Secretaria de Sa√ļde do Estado de S√£o Paulo. Segundo balan√ßo divulgado pela pasta na √ļltima quinta-feira (12), apenas 1,1 milh√£o de crian√ßas menores de cinco anos foram vacinadas contra a paralisia infantil. O objetivo era imunizar 95% do p√ļblico alvo, o equivalente a 2,1 milh√£o de crian√ßas. At√© o presente momento, a cobertura vacinal √© de 52,4%.

A campanha de multivacina√ß√£o tamb√©m vem tendo procura aqu√©m do ideal. Desde 5 de outubro, quando teve in√≠cio, cerca de 724,7 mil crian√ßas e adolescentes de 5 a 14 anos comparecerem nos pontos para atualiza√ß√£o da carteira vacinal. Destes, 344,9 mil tiveram vacinas aplicadas, representando 47,6% do p√ļblico-alvo. J√° na faixa de crian√ßas com menos de um ano, o resultado √© um pouco mais positivo. Das 377,6 mil que estiveram nesses servi√ßos, mais de 265,6 mil foram vacinadas, o que representa 70,3% do total.

As campanhas t√™m como principal objetivo aumentar a cobertura vacinal e atualizar cadernetas, aplicando doses de imunizadores importantes e que podem estar pendentes, garantindo assim a devida prote√ß√£o contra os v√≠rus que circulam no territ√≥rio. Para garantir a preven√ß√£o contra a poliomielite, pais ou respons√°veis por crian√ßas com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem levar os pequenos para receber a ‚Äúgotinha‚ÄĚ (vacina oral, VOP).

Os pais ou respons√°veis devem levar as crian√ßas a um dos 5 mil postos de sa√ļde localizados nos munic√≠pios do Estado com a carteira de vacina√ß√£o em m√£os para que um profissional avalie quais doses precisar√£o ser aplicadas, tanto para eventual situa√ß√£o de atraso, falta ou necessidade de refor√ßo. A medida contribui para melhorar as coberturas vacinais, que t√™m oscilado nos √ļltimos anos.

No total, ser√£o oferecidas 14 tipos de vacinas que protegem contra cerca de 20 doen√ßas: BCG (tuberculose); rotav√≠rus (diarreia); poliomelite oral e intramuscular (paralisia infantil); pentavalente (difteria, t√©tano, coqueluche, hepatite B, Haemophilus influenza tipo b – Hib); pneumoc√≥cica; meningoc√≥cica; DTP; tr√≠plice viral (sarampo, caxumba e rub√©ola); HPV (previne o c√Ęncer de colo de √ļtero e verrugas genitais); al√©m das vacinas contra febre amarela, varicela e hepatite A. Al√©m disso, neste ano, tamb√©m passou a integrar o SUS uma nova vacina, j√° inserida na campanha: Meningo ACWY, que protege contra meningite e infec√ß√Ķes generalizadas, causadas pela bact√©ria meningococo dos tipos A, C, W e Y.

Somando todos os tipos de vacinas, s√£o mais de 5,2 milh√Ķes distribu√≠das nos postos do estado para aplica√ß√£o na popula√ß√£o-alvo.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil