PUBLICIDADE

Santos / Cotidiano

Santos firma parceria para solucionar problemas de alagamentos na entrada da cidade

Os servi√ßos v√£o acontecer em parceria com a MRS Log√≠stica, que ter√° o aux√≠lio do Governo Federal. Os trabalhos a cargo da operadora log√≠stica representam um investimento de R$ 50 milh√Ķes.¬†

 

Foto: Divulgação / Prefeitura de Santos

Da redação

A Prefeitura de Santos firmou o termo de cooperação técnica para a execução das obras de canalização do Rio Lenheiros, no Saboó, na Zona Noroeste, em parceria com a MRS Logística, que terá o auxílio do Governo Federal. O objetivo é dar fim aos alagamentos na região.

O documento foi assinado na √ļltima sexta-feira (8), pelo prefeito Rog√©rio Santos, no Sal√£o Nobre do Pa√ßo Municipal, ao lado de representantes da empresa. Os trabalhos a cargo da operadora log√≠stica representam um investimento de R$ 50 milh√Ķes. Os recursos s√£o provenientes do contrato j√° firmado com a Caixa Econ√īmica Federal (CEF). O termo correr√° pelo per√≠odo de 36 meses (trinta e seis meses), a partir da data de sua assinatura, podendo ser prorrogado at√© 60 meses – tempo limite -, caso haja interesse de ambas as partes.

As obras consistem na construção de galerias para drenar a água da chuva das áreas urbanas, sob a linha férrea até o rio Lenheiros, localizado no Saboó. O trecho que demanda mais atenção é o do Chico de Paula, no ligamento entre a Avenida Nossa Senhora de Fátima e a Praça José Bonifácio, antes da Avenida Martins Fontes.

Segundo a administração municipal, os serviços têm previsão para começar no início de agosto e terminar em julho de 2026. Simultaneamente, a Prefeitura de Santos seguirá com seu projeto de macrodrenagem na Zona Noroeste e iniciará a construção da estação elevatória com comporta (EEC6). O termo ressalta que os trabalhos deverão ser realizados em conjunto, em razão da complementaridade deles.

A produção das galerias MRS e o apoio técnico necessário ao Município estão sob a responsabilidade da operadora logística, enquanto as obras da EEC6 e a conexão das galerias MRS com as já existentes na Avenida Martins Fontes são de responsabilidade da Cidade.