PUBLICIDADE

Santos / Cotidiano

Santos: Parque Palafitas pretende transformar Dique da Vila Gilda com habita√ß√Ķes sustent√°veis

Da Redação

A cidade de Santos realiza estudo para transformar o Dique da Vila Gilda, localizado na Zona Noroeste. No projeto denominado Parque Palafitas, a Prefeitura analisa a reorganiza√ß√£o das atuais moradias constru√≠das sobre o mangue, de forma irregular, buscando uma solu√ß√£o social, sustent√°vel e t√©cnica para cria√ß√£o de novas habita√ß√Ķes.

A ideia √© a constru√ß√£o de conjuntos habitacionais na √°rea seca do mangue, pr√≥ximos √† via, e de habita√ß√Ķes com estrutura pr√©-fabricada (casas) sobre a √°gua. Os pr√©dios abrigam a caixa d’√°gua e deles ocorre a distribui√ß√£o de energia el√©trica e da estrutura de saneamento para todas as unidades. Em fase inicial, a proposta come√ßou a ser desenvolvida em 2018, juntamente com o escrit√≥rio do arquiteto curitibano Jaime Lerner, falecido recentemente, com recursos da organiza√ß√£o empresarial Comunitas.

Lazer

O projeto tamb√©m prev√™ √°rea para lazer, para o com√©rcio, equipamentos p√ļblicos, parques e √°reas para regenera√ß√£o do mangue. “Muitas pessoas n√£o se adaptam a lugares distantes e acabam voltando para o seu local de origem. Trata-se de um projeto inovador do Brasil. Queremos ordenar as palafitas e promover a recupera√ß√£o ambiental. Queremos que as pessoas habitem o local com o qual j√° est√£o familiarizadas, mas com dignidade. Com saneamento, energia el√©trica e moradia adequada”, explicou o prefeito Rog√©rio Santos.

A inten√ß√£o do prefeito Rog√©rio Santos √© que as primeiras moradias, dentro de um projeto piloto, sejam entregues at√© o final de 2024. “√Č a maior palafita do Brasil, com v√°rios problemas sociais. Ainda temos que superar muitas barreiras como as ambientais, a busca de recursos, o que faremos com planejamento e trabalho t√©cnico. √Č um resgate da cultura das pessoas que moram ali e do bom conv√≠vio com o meio ambiente, o oceano e o mangue”.

Construir unidades sobre a √°gua √© uma quebra de paradigma, como explica o secret√°rio de Desenvolvimento Urbano, Glaucus Farinello. “Hoje, n√£o temos √°reas dispon√≠veis para produzir todas as moradias necess√°rias. Esses estudos trouxeram essa reflex√£o, que levou a esse projeto”.

 - REVISTA MAIS SANTOS

Estudos ambientais

De acordo com Glaucus, a Prefeitura j√° possui estudos ambientais, um deles derivado do projeto Santos Novos Tempos, que aponta cotas seguras para constru√ß√£o de moradias, levando em conta quest√Ķes de enchentes, al√©m de an√°lises de viabilidade das funda√ß√Ķes. A Prefeitura tamb√©m possui levantamentos aerofotogram√©tricos, que permitem que se mensure o n√ļmero de moradias que precisar√£o ser constru√≠das.

“Nosso trabalho agora √© vencer todas as quest√Ķes e desafios t√©cnicos. Vamos nos concentrar nesse projeto-piloto, conversar com a sociedade, para que possamos replic√°-lo posteriormente, a m√©dio e longo prazo”, completou o secret√°rio.

Crédito da foto: Divulgação Prefeitura Municipal de Santos