PUBLICIDADE

Santos / Economia

Grupo de comerciantes protesta contra fechamento por fase vermelha do Plano SP

Da Redação

Um grupo de comerciantes, ligados ao Movimento Meia Porta, fez um protesto no início da tarde deste sábado, em Santos. Eles foram até a porta do prédio onde mora o prefeito Rogério Santos, cobrando medidas contra o fechamento de estabelecimentos comerciais, por conta da Fase Vermelha do Plano SP, definida na última quarta-feira pelo Governo do Estado.

Com faixas, cartazes e carro de som, os comerciantes ligados ao Movimento meia Porta tentavam chamar a atenção para as dificuldades de quem trabalha com o comércio, no momento restrito ao delivery.

“A gente questiona, porque lojas de conveniência estarão abertas, assim como hotéis, praias e escolas. O problema da Covid não vai se resolver com o fechamento do comércio, porque o vírus vai continuar circulando. Se meu filho for para a escola, e eu estiver no meu lar com o comércio fechado, possivelmente o vírus também seja transmitido na minha casa. A gente sabe que lockdown e Fase Vermelha não funcionam. As consequências disso é que vamos acabar quebrando, com mais pessoas desempregadas e o aumento da pobreza”, justifica Marcelo Malanconi, um dos líderes do Movimento Meia Porta.

Foto: Reprodução