PUBLICIDADE

Santos / Esporte

Fisioterapeuta Priscila Marques é convocada para as Olimpíadas de Paris 2024

A santista Priscila Marques, fisioterapeuta do Instituto Pierin e ex-atleta de jud√ī, foi convocada pelo Comit√™ Ol√≠mpico Brasileiro para participar das Olimp√≠adas de Paris 2024. Ela atuar√° como fisioterapeuta para atletas de diversas modalidades. “Vamos fazer um rod√≠zio entre as competi√ß√Ķes, entre estar na Vila Ol√≠mpica e no local de hospedagem do Brasil”, explicou Priscila.

Esta ser√° a terceira vez que Priscila participa dos Jogos Ol√≠mpicos. Em 2000, ela competiu como judoca, e em 2016, atuou como of√≠cio do jud√ī e como fisioterapeuta da Ana Marcela Cunha.

Em 2011, encerrou sua carreira como atleta e no ano seguinte come√ßou a trabalhar como fisioterapeuta, integrando a equipe multidisciplinar da Confedera√ß√£o Brasileira de Jud√ī (CBJ).

No ano passado, ela foi convidada para participar dos Jogos Sul-Americanos de Esporte de Praia como fisioterapeuta, convite que foi seguido por sua convoca√ß√£o para os Jogos Pan-Americanos no Chile. “Pelo excelente trabalho que tivemos, nossa equipe dos Jogos Pan se manteve para as Olimp√≠adas”, explica.

Para Priscila, a convoca√ß√£o √© uma honra e um reconhecimento do trabalho √°rduo de toda sua trajet√≥ria. “Somos seis fisioterapeutas escolhidos entre tantos que trabalham com esporte. Fico muito feliz de mais uma vez poder representar o Brasil nos Jogos Ol√≠mpicos‚ÄĚ.

Priscila iniciou no jud√ī aos 11 anos e defendeu a sele√ß√£o principal por 12 anos, conquistando diversas medalhas. Ao longo de sua carreira, passou por seis cirurgias ortop√©dicas. Ela utiliza essa experi√™ncia para oferecer suporte e seguran√ßa √†s atletas da sele√ß√£o. “Sei o que √© sentir dor e isso me ajuda a entender melhor as atletas”, disse Priscila.

Um dos momentos mais marcantes da carreira de Priscila foi a conquista da medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro. “√Č inesquec√≠vel para mim. Tive uma contus√£o, praticamente nem treinei e valia ponto para a Olimp√≠ada. Foi um bronze com um gostinho de ouro”, relembra Priscila‚ÄĚ.

Apesar dos desafios e percal√ßos, Priscila continua a ver seu trabalho como uma forma de ajudar os atletas a alcan√ßar suas metas e est√° pronta para contribuir mais uma vez com o esporte brasileiro, utilizando sua vasta experi√™ncia e paix√£o pelo jud√ī e pela fisioterapia para apoiar os atletas nas Olimp√≠adas de Paris 2024.