PUBLICIDADE

Santos / Porto

Porto de S√£o Francisco do Sul: governo estuda futuro do terminal graneleiro

A Casa Civil do governo do Estado montou grupo de trabalho para apresentar propostas para o futuro do terminal graneleiro do Porto de S√£o Francisco do Sul. O terminal, administrado pela Cidasc, movimentou 6 milh√Ķes de toneladas de gr√£os no ano passado, sendo que 1,4 milh√£o passou pelos armaz√©ns da companhia estadual no porto.

H√° tamb√©m armaz√©ns privados integrantes do sistema. A portaria, publicada na sexta, aborda estudos t√©cnicos para chamamento p√ļblico ou ‚Äúmodalidade licitat√≥ria similar‚ÄĚ para a utiliza√ß√£o do terminal graneleiro.

Gest√£o do corredor

Em julho, a SCPar S√£o Francisco do Sul assumiu a gest√£o do corredor de exporta√ß√£o do terminal. A decis√£o teve como base of√≠cio de junho da Antaq, com base em observa√ß√Ķes referente ao cumprimento de lei de 2013 sobre operadores portu√°rios. Logo em seguida, no entanto, foi criado um per√≠odo de transi√ß√£o de 180 dias para a vig√™ncia da resolu√ß√£o e a Cidasc voltou a ficar com a gest√£o. Na resolu√ß√£o inicial, a SCPar SFS alegou necessidade de busca de efici√™ncia e tratamento igualit√°rio entre quem usa o terminal.

Disputa na Justiça

Em agosto, houve disputa judicial envolvendo o terminal, com ação de novo operador querendo liberação para movimentar carga de milho. A empresa até conseguiu liminar contra a Cidasc para usar a estrutura, decisão depois suspensa após recurso ao TJ apresentado por operador privado já presente no terminal. A ação trata sobre como o terminal graneleiro deve ser usado.

 

Fonte: Portos e Navios

Foto: Divulgação