PUBLICIDADE

Santos / Trânsito

Anchieta terá interdições parciais para implantações de vigas do futuro viaduto de Santos

Da Redação

Atenção motorista que utiliza a Rodovia Anchieta, no trecho de Santos. A partir desta segunda-feira (30), haverão interdições parciais na pista feitas pela Ecovias, em razão da implantação de vigas de sustentação para a construção do novo viaduto que liga a Zona Noroeste até a Avenida dos Bandeirantes, além da própria Anchieta.

De acordo com a concessionária responsável pelo Sistema Anchieta-Imigrantes, a partir desta data até 3 de junho, as intervenções vão ocorrer entre os Kms 64 e 63, das 22h às 5h. Por conta disso, os motoristas que usarem o trecho saindo na via Marginal Sul em direção à ZN, deverão seguir por rotas alternativas por meio da pista marginal sul da via Anchieta e também por dentro do trecho urbano, já fora de concessão.

Haverá sinalização e orientação por meio de placas, balizadores e painéis eletrônicos, inclusive com apoio da Companhia de Engenharia de Tráfego de Santos. O viaduto irá fazer a interligação da Zona Noroeste (ZN), à avenida dos Bandeirantes, com acesso também para a rodovia Anchieta, sentido São Paulo.

“Estamos avançados nas obras da fase 2 do binário, que vai ajudar  a melhorar e organizar, ainda mais, o fluxo de veículos na entrada da cidade e no Porto Santos, o maior da América Latina, responsável pela escoação de boa parte da produção brasileira”, afirma Naelson Candido, gerente de Engenharia da Ecovias.

O projeto da Nova Entrada de Santos

Com investimento de R$ 346,2 milhões, a segunda fase das obras da Nova Entrada de Santos inclui a construção do novo viaduto, que servirá para o tráfego de veículos leves e pesados que saem da ZN em direção à Capital. Também serão feitas melhorias para atender o aumento da demanda de veículos que passarão a utilizar o trecho da avenida dos Bandeirantes (SP-148), que será totalmente recuperada, e na ponte sobre o Rio Casqueiro, que terá sua capacidade de tráfego ampliada com a implantação de duas faixas adicionais.

Os moradores dos bairros localizados na entrada de Santos também serão beneficiados com essa nova fase de obras. Numa próxima etapa, o trecho, que há anos sofre com os danos causados pelas chuvas e alagamentos, vai receber um sistema de esgotamento de águas pluviais, por meio de uma estação elevatória, que vai contribuir com o sistema de drenagem e evitar enchentes na entrada da cidade.

O pacote de obras também inclui a implantação de duas passarelas de pedestres, que serão construídas na altura do km 63, e irão contribuir com segurança viária das pessoas que transitam pela região e que precisam atravessar de um lado para o outro da rodovia.

Foto: Divulgação Ecovias