PUBLICIDADE

Regi√£o / Cotidiano

Cidades da Baixada Santista iniciam Plano Preventivo para chuvas de ver√£o da Defesa Civil

O objetivo da ação é evitar mortes e minimizar os danos na época de chuvas intensas. O PPDC se estende até 31 de março.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Cubatão

Da redação

As cidades da Baixada Santista iniciaram nesta sexta-feira (1¬į), o Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC), junto a Defesa Civil do Estado de S√£o Paulo. O objetivo da a√ß√£o √© evitar mortes e minimizar os danos na √©poca de chuvas intensas. O PPDC se estende at√© 31 de mar√ßo, podendo ser prorrogado por condi√ß√Ķes meteorol√≥gicas extremas e adversas. O per√≠odo tem justificativa plaus√≠vel, pois normalmente √© o de maior ocorr√™ncia de fortes chuvas.

O plano é baseado em três pilares, acompanhamento meteorológico, leitura pluviométrica e vistorias de campo e, é dividido em níveis de observação, atenção, alerta e alerta máximo. Em cada um desses níveis determina-se uma ação de um ente participativo do plano e órgãos de apoio.

Os municípios vêm reforçando o efeito de agentes da Defesa Civil e as atividades realizadas de monitoramento e vistorias diárias nas áreas de riscos geológicos.

Para os moradores dos morros, a recomendação da Defesa Civil é que, ao aparecer qualquer indício de deslizamento, o morador deve sair do imóvel e acionar imediatamente o órgão para que os técnicos avaliem se há risco de deslizamento no local. O contato pode ser feito pelos telefones 199 ou (13) 3208-1000.

Tamb√©m √© importante que a popula√ß√£o se cadastre para receber os alertas da Defesa Civil. Para isso, basta enviar SMS com o CEP da regi√£o onde mora para o n√ļmero 40199.

PPDC

Em 1988, v√°rios escorregamentos ocorreram no Pa√≠s. Os mais graves foram registrados em Petr√≥polis, com 171 mortes; Rio de Janeiro, 53 mortes; e litoral de S√£o Paulo, com 17 v√≠timas fatais (Cubat√£o, Santos e Ubatuba). Na √©poca, o Governo do Estado determinou aos institutos de Pesquisas Tecnol√≥gicas (IPT), Geol√≥gico, Florestal e de Bot√Ęnica que realizassem estudos para o mapeamento dos problemas e a elabora√ß√£o de propostas, dentre as quais, o Plano Preventivo de Defesa Civil.

Ainda em 88, prefeituras da Regi√£o Metropolitana da Baixada Santista e Litoral Norte concordaram em firmar um pacto de a√ß√Ķes voltadas a reduzir o n√ļmero de v√≠timas fatais causadas por escorregamentos. O √™xito obtido foi replicado em outras regi√Ķes.