PUBLICIDADE

Regi√£o / Sa√ļde

Quarta morte por dengue é registrada na Baixada Santista em 2024; sete óbitos estão em investigação

Os novos casos ocorreram nas cidades de Guarujá e Itanhaém. A primeira morte foi de um idoso, de 77 anos, em Peruíbe. 

 

Foto: Imagem Ilustrativa

Por Vinícius Farias

A quarta morte por dengue foi confirmada na Baixada Santista, em 2024. Os novos óbitos aconteceram nas cidades de Guarujá e Itanhaém. A primeira foi de um idoso, de 77 anos, em Peruíbe. 

De acordo com a Secretaria de Sa√ļde (Sesau) de Guaruj√°, um homem, de 59 anos, morreu no dia 2 de fevereiro. Ele n√£o possu√≠a hist√≥rico de doen√ßas preexistentes. O outro √≥bito aconteceu em 27 de fevereiro, acometendo um idoso, de 65, que apresentava doen√ßa renal cr√īnica.

Ambos os resultados vieram atrav√©s de laudos do Instituto Adolfo Lutz (IAL) e por crit√©rios cl√≠nicos epidemiol√≥gicos,¬† avalizados pelo Comit√™ T√©cnico Municipal de Investiga√ß√£o de √ďbito.

Em Itanhaém, a vítima foi uma mulher, de 36 anos, que estava internada no Hospital Regional Jorge Rossmann e morreu no dia 13 de março.

As Prefeituras afirmaram que seguem realizando a√ß√Ķes de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Outros sete óbitos são investigados nas cidades da Baixada Santista, de acordo com o Painel de Monitoramento da Dengue do Governo do Estado de São Paulo. Dois deles são em Itanhaém, outras duas mortes em Santos e o restante nas cidades de Cubatão, Mongaguá e Peruíbe.

 

Doença na região

Guaruj√° ‚Äď 2.410 casos confirmados;

Bertioga ‚Äď 1.379 casos confirmados;

Santos ‚Äď 1.057 casos confirmados;

S√£o Vicente ‚Äď 338 casos confirmados;

Praia Grande ‚Äď 241 casos confirmados;

Itanha√©m ‚Äď 184 casos confirmados;

Peru√≠be ‚Äď 181 casos confirmados;

Mongagu√° ‚Äď 105 casos confirmados;

Cubat√£o ‚Äď 29 casos confirmados.