PUBLICIDADE

Santos / Porto

Operação GLO nos portos de Santos e Rio de Janeiro contra o crime organizado chega ao fim

No total, 3.826 pessoas foram presas, 279,8 toneladas de drogas, incluindo 20,5 toneladas de coca√≠na foram apreendidas e 317 armas, sendo 32 fuzis e 11.800 muni√ß√Ķes, foram retirados de circula√ß√£o, um preju√≠zo de R$122,8 milh√Ķes ao crime organizado.¬†¬†

 

Foto: Marinha do Brasil 

Da redação 

Após sete meses, chegou ao fim a operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) nos portos e aeroportos do Rio de Janeiro e de São Paulo. A ação teve início em novembro do ano passado, nos portos de Itaguaí (RJ) e Santos (SP), além dos aeroportos de Guarulhos (SP) e Galeão (RJ).

Ela contou com mais de 4 mil militares do Ex√©rcito, Marinha, Aeron√°utica e de agentes da Pol√≠cia e Receita Federal.¬†O objetivo era refor√ßar a seguran√ßa nessas regi√Ķes para combater a log√≠stica das fac√ß√Ķes criminosas no envio e recebimento de drogas, al√©m da preserva√ß√£o da ordem p√ļblica.¬†

¬†No total, 3.826 pessoas foram presas, 279,8 toneladas de drogas, incluindo 20,5 toneladas de coca√≠na foram apreendidas e 317 armas, sendo 32 fuzis e 11.800 muni√ß√Ķes, foram retirados de circula√ß√£o, um preju√≠zo de R$122,8 milh√Ķes ao crime organizado.¬†¬†