PUBLICIDADE

Santos / Porto

Porto do Itaqui bate recorde histórico de movimentação mensal

O Porto do Itaqui fechou o m√™s de agosto com um recorde hist√≥rico de movimenta√ß√£o. Foram mais de 2,8 milh√Ķes de toneladas de cargas movimentadas. O aumento √© de 17% sobre o √ļltimo recorde mensal, de outubro de 2018, quando foram movimentadas 2,4 milh√Ķes de toneladas, e 37% acima do registrado em agosto do ano passado.

No total, desde o in√≠cio de 2019, o porto p√ļblico do Maranh√£o movimentou 16,1 milh√Ķes de toneladas de cargas, 18% a mais do que no mesmo per√≠odo em 2018.

De acordo com a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), o crescimento é resultado, principalmente, do crescimento de movimentação do milho, dos fertilizantes e de granéis líquidos. A Emap também atribui o recorde aos investimentos técnicos na mão de obra especializada e à participação da iniciativa privada na ampliação da infraestrutura do Porto do Itaqui.

Se realmente o crescimento da movimenta√ß√£o de cargas aumentou por conta dos investimentos feitos no porto, o n√ļmero crescer√° ainda mais. Isso porque mais um investimento, na ordem de R$ 1 bilh√£o, deve ser feito at√© 2022 a para amplia√ß√£o da infraestrutura do Tegram, do novo terminal de fertilizantes e expans√£o de combust√≠veis.

Desde que o Ber√ßo 108 entrou em opera√ß√£o e a movimenta√ß√£o de carga de entreposto de combust√≠veis para as demais regi√Ķes do pa√≠s foi retomada, no ano passado, as opera√ß√Ķes de combust√≠veis tiveram aumento de 79% sobre o planejado e de 31% em rela√ß√£o ao total operado em agosto de 2018. Ao todo, 745,3 mil toneladas foram movimentadas.

Com volume de 310,5 mil toneladas movimentadas, as opera√ß√Ķes de fertilizantes cresceram 41% sobre o planejado e 228% em rela√ß√£o ao total importado em agosto passado.

Também foi registrado recorde histórico na movimentação mensal de milho e de fertilizantes. O volume de milho chegou a 693 mil toneladas, o que representa alta de 162% em relação ao planejado para o mês e de 421% sobre o que foi movimentado no mesmo período do ano passado.

 

Fonte: Portos e Navios

Foto: Divulgação