PUBLICIDADE

Santos / Porto

SPA lan√ßa chamamento p√ļblico para “internet das coisas” no Porto de Santos

Da Redação

A Santos Port Authority (SPA) lan√ßou, nesta quinta-feira (07), edital de chamamento p√ļblico para recebimento de doa√ß√£o de projetos e estudos t√©cnicos para a subsidiar a eventual implanta√ß√£o de rede sem fio de longo alcance do tipo LoRa (Long Range) para aplica√ß√£o em IoT (Internet das Coisas) no Porto de Santos. Interessados ter√£o 30 dias para solicitar autoriza√ß√£o para participar do processo.

Para a SPA, possibilitar a facilita√ß√£o de redes p√ļblicas ou compartilhadas com o uso de tecnologias como IoT √© estrat√©gico para a administra√ß√£o do Porto de Santos, pois otimiza a log√≠stica portu√°ria dando efici√™ncia, seguran√ßa, velocidade, precis√£o, conectividade e redu√ß√£o de custos. Para isso, foi avaliado que o sistema de rede sem fio de longo alcance do tipo LoRa (Long Range) √©, sob o aspecto operacional, adequada as atividades portu√°rias.

O chamamento p√ļblico tem objetivo de estimular e garantir transpar√™ncia na realiza√ß√£o de doa√ß√Ķes de estudos para subsidiar a implanta√ß√£o do modelo mais adequado para o servi√ßo IoT dentro da √°rea da Poligonal do Porto Organizado.

A SPA realizou uma pesquisa junto aos arrendatários do Porto de Santos segundo a qual mais de 20% têm interesse em aplicação de IoT em sensores de umidade do ar, elevadores, temperatura, proximidade, velocidade, presença e monitoramento de vagas de pátio; mais de 40% demonstraram muito interesse em sensores de chuva, incêndio, vazamento de gás e ambiental; e mais de 50% em controle de equipamentos, movimentação de ativos, sistemas de identificação, detecção de movimento e medidores de energia.

Os interessados em participar do processo t√™m 15 dias corridos para solicitar esclarecimentos a respeito da autoriza√ß√£o para elaborar os estudos, os quais, pedidos e respostas, ser√£o tornados p√ļblicos no site do Porto de Santos.

Ap√≥s a publica√ß√£o dos autorizados, estes ter√£o 60 dias para apresentar os resultados dos seus trabalhos √† Autoridade Portu√°ria. Os estudos doados n√£o gerar√£o qualquer direito a ressarcimento, vantagem ou prefer√™ncia para os envolvidos na sua elabora√ß√£o nem para potenciais interessados. Os resultados apresentados poder√£o ser rejeitados, mesclados ou utilizados parcialmente, de acordo com um ju√≠zo de conveni√™ncia e oportunidade da administra√ß√£o p√ļblica.

O edital do chamamento foi publicado no Di√°rio Oficial da Uni√£o (DOU) e est√° dispon√≠vel, com todas as informa√ß√Ķes sobre cadastramento, escopo dos estudos e aplica√ß√Ķes, no endere√ßo eletr√īnico http://www.portodesantos.com.br/wp-content/uploads/Edital-Chamamento-Publico-LORA-IOT1.pdf.

A internet das Coisas no ambiente portu√°rio

A Internet das Coisas, capacidade de conectar dispositivos e objetos por meio de rede digital, apresenta um grande potencial de otimização do uso da infraestrutura portuária e melhoria da sua gestão, auxiliando na redução de filas e congestionamento em picos de cargas.

A tecnologia tem demonstrado funcionalidades de facilita√ß√£o da mobilidade de cont√™ineres, monitoramento e controle de tempo e de acessos, acionamento de equipamentos, controle de m√°quinas, como guindastes, ou mesmo a manuten√ß√£o preventiva, vislumbrando n√£o somente relat√≥rios de informa√ß√Ķes valiosas para o ajuste fino das opera√ß√Ķes, mas tamb√©m oportunidades futuras por meio da an√°lise de dados coletados, coletas estas que, fazendo parte da rotina di√°ria, implicam previs√£o de quebra na cadeia de abastecimento, falhas em equipamentos e diversos outros aspectos da aplica√ß√£o da intelig√™ncia artificial ao processo portu√°rio.

Foto: Divulgação/SPA