PUBLICIDADE

Estado / São Paulo

Baixada Santista não é reclassificada pelo Estado e quarentena continua

Da Redação

Nesta quarta-feira (3), durante coletiva de imprensa sobre o enfrentamento da pandemia no Estado de São Paulo, foi informado pela secretária de Desenvolvimento Econômico Patricia Ellen, que a Baixada Santista, ainda permanece na Fase 1 Vermelha do Plano São Paulo. Isso significa que não haverá flexibilização para a retomada das atividades.

Apesar da notícia na qual desagradou aos prefeitos, a secretária disse que a região apresentou melhora na taxa de ocupação e número de casos.  “A fotografia da semana passada se mantém. Temos a regionalização a cada duas semanas. Nós estamos trazendo aqui qual a tendência no base dos indicadores”. “O Vale do Ribeira  também apresentou bons índices, e o Vale do Paraíba apontou melhora de taxa de internação”.

“Somente a partir da fase amarela é que discutimos sobre a flexibilização. As fases anteriores, ainda tem a pandemia bastante presente. É um trabalho que é feito e fortalece muito o trabalho dos municípios. Conforme a evolução das regiões feitas com os indicadores, é possível que as mesmas evoluam e as medidas restritivas sejam menores. Também é possível acontecer o contrário. Esta mensagem precisa ficar clara para todos nós”, diz Patricia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico”.

 - REVISTA MAIS SANTOS

O gráfico apresentado durante a coletiva mostra setas laranjas para as tendências que apontam haver mudança na classificação da Fase. Neste é possível ver a que indica a Baixada Santista (Crédito: Reprodução) 

Segundo Marcos Vinholi, Secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo houve avanço positivo na Região. “A Baixada já tem viés para laranja. Na próxima terça-feira (9) fechamos o número da semana, e na quarta, nós divulgamos. Se fosse aferido hoje, sim,  passariam para a fase laranja”.

Conforme o governador João Doria, os municípios que não cumprirem as regras do Plano São Paulo, terão que responder ao Ministério Público. “A regra tem que ser obedecida e foi construída em várias mãos. Mas não será pela ideia que haverá uma subordinação. Dialogue com o Governo do Estado de São Paulo”.

Prefeituras 

O Portal Mais Santos noticiou no dia 28 de maio que o Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) decidiu contestar a classificação da região como “bandeira vermelha” no Plano São Paulo.

Durante reunião com os prefeitos da Baixada Santista o Governo do Estado de SP  chegaram ao entendimento que a Baixada Santista já estaria classificada na Fase 2 Laranja, mas que deveria manter essa classificação.