PUBLICIDADE

Santos / Polícia

Policial militar morto em Piracicaba é enterrado em Santos

Da redação

Neste domingo (15), no Cemit√©rio da Areia Branca em Santos, houve o sepultamento do policial militar Vinicius da Silva de Melo, de 28 anos. Ele trabalhava no 10¬į Batalh√£o da PM, na cidade de Piracicaba, interior de S√£o Paulo e foi morto em servi√ßo.

De acordo com a corporação, era por volta das 10 horas de sábado (14), quando o soldado Melo realizava patrulhamento pelo bairro Alvorada junto com o cabo Rubens. Os dois viram um veículo em atitude suspeita que acabou fugindo.

Houve perseguição, o criminoso parou o automóvel, desceu e portando um fuzil atirou contra a guarnição. Os tiros atingiram o braço do cabo Rubens e a cabeça do soldado Melo. Eles foram socorridos para a Santa Casa de Piracicaba, mas infelizmente o soldado não sobreviveu.

Vinicius da Silva de Melo nasceu em Santos e morava com a família na cidade onde trabalhava como policial militar. Ele deixa esposa e dois filhos; um de seis e outro de quatro anos.

Jo√£o Doria, governador de S√£o Paulo (PSDB), usou as redes sociais para prestar condol√™ncias. Ele postou a seguinte mensagem: ‚ÄúMinha solidariedade aos familiares do policial que perdeu sua vida‚ÄĚ, relata o texto.

Suspeito do crime foi morto

S√©rgio Gomes Samad, de 35 anos, suspeito de atirar na equipe foi morto ainda no s√°bado (14) em uma nova troca de tiros com policiais. Agentes do Comando de Opera√ß√Ķes Especiais (COE) realizavam as buscas pelo criminoso.

Ele foi localizado, tentou reagir novamente e foi baleado. Ao ser socorrido, deu entrada no hospital, mas n√£o resistiu aos ferimentos.

O assassino tinha passagens por roubo, cumpriu pena no sistema prisional e estava em liberdade desde 2016. No carro em que ele estava, havia uma grande quantidade de muni√ß√Ķes e armas. Segundo a pol√≠cia, o homem agiu sozinho nas duas ocorr√™ncias.

Imagens: Reprodução/ Redes Sociais