PUBLICIDADE

Santos / Sa√ļde

População em situação de vulnerabilidade é vacinada contra a gripe

 - REVISTA MAIS SANTOS

Da Redação

Mais de 60 pessoas em situação de vulnerabilidade social foram vacinadas contra a gripe H1N1 por meio do programa Consultório de Rua, na tarde desta sexta-feira (15), na Vila Nova, nas proximidades do Mercado Municipal. No início da noite, o serviço teve continuidade pela região portuária, no Valongo.

Al√©m da imuniza√ß√£o, houve distribui√ß√£o de kits de higiene e de prote√ß√£o ao novo coronav√≠rus. Os produtos s√£o oriundos de doa√ß√Ķes, incluindo m√°scaras faciais, √°lcool em gel, sabonetes e pastas de dente.

Segundo a enfermeira Simone Jardim, do Departamento de Aten√ß√£o B√°sica (Deab) da Secretaria Municipal de Sa√ļde (SMS), o objetivo da a√ß√£o √© atender uma parcela da popula√ß√£o que n√£o costuma recorrer aos servi√ßos de vacina√ß√£o das policl√≠nicas. “Eles poderiam acessar qualquer unidade de sa√ļde, mas √†s vezes n√£o conseguem por falta de documento e outras coisas relacionadas”.

A aplica√ß√£o das doses ocorre junto √† van do Consult√≥rio de Rua, que fica estacionada em pontos estrat√©gicos e tamb√©m percorre vias da Cidade. “J√° temos √°reas pr√©-fixadas, mas se no caminho vemos um grupo em situa√ß√£o de rua, paramos para vacinar”, relata Simone, lembrando que a mesma estrat√©gia √© a dotada em outras imuniza√ß√Ķes, como a relacionada √† hepatite.

No caso da vacina√ß√£o contra a H1N1, a enfermeira acredita que, nas pr√≥ximas semanas, devem ocorrer novas a√ß√Ķes como a realizada nesta sexta-feira, j√° que o p√ļblico atendido foi al√©m do estimado inicialmente (40 pessoas). No caso da popula√ß√£o em situa√ß√£o de vulnerabilidade social, s√£o contempladas todas as faixas et√°rias.

Imunizado

Uma das pessoas imunizadas contra a H1N1 na Vila Nova foi Afonso Oliveira, que recolhe material reciclado em carro√ßa. Al√©m da vacina, ele recebeu um kit de higiene e se mostrou consciente em rela√ß√£o √† preven√ß√£o contra a covid-19. “Falaram da import√Ęncia de eu me proteger. Tenho que usar a m√°scara porque n√£o se pode subestimar o inimigo”, disse, referindo-se ao novo coronav√≠rus.

Fotos: Divulgação