PUBLICIDADE

√Āsia

O dia em T√≥quio: Ana Marcela de ouro na maratona aqu√°tica e v√īlei feminino na semifinal

Da Agência Brasil e da Redação

No 13¬ļ dia dos Jogos Ol√≠mpicos de T√≥quio, o Brasil festejou a medalha de ouro de Ana Marcela Cunha na prova de 10 km da maratona aqu√°tica e a classifica√ß√£o do v√īlei feminino para a semifinal. Confira os detalhes:

V√īlei de quadra feminino

As meninas do Brasil est√£o nas semifinais do v√īlei dos Jogos Ol√≠mpicos de T√≥quio. Sob o comando de Macris e Rosamaria, que entraram durante a partida, as brasileiras derrotaram a R√ļssia por 3 sets a 1 (parciais de 23/25, 25/21, 25/19 e 25/22).

Para chegar à disputa da medalha de ouro, o próximo desafio será diante da Coreia do Sul, marcado para sexta-feira, em horário ainda a ser definido.

Maratona aqu√°tica

A brasileira Ana Marcela Cunha conquistou a medalha de ouro na prova dos 10 quil√īmetros (km) da maratona aqu√°tica da Olimp√≠ada de T√≥quio (Jap√£o). Ela venceu a prova nesta ter√ßa-feira (3) na Marina de Odaiba com o tempo de 1h59min30s8.

A atleta da Unisanta, de Santos, esteve no pelotão da frente durante praticamente toda a prova. Nos 5,2 km de prova, ela cravou a marca de 1h02min30s5, mais de três segundos à frente das perseguidoras mais próximas. Após cair para o quarto lugar, a nadadora voltou a assumir a ponta aos 8,6km para seguir na liderança até cruzar o pórtico de chegada.

A medalha de prata ficou com holandesa Sharon van Rouwendaal (ouro na Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro), que fez o tempo de 1h59min31s7, enquanto a australiana Kareena Lee ficou com o bronze, com a marca de 1h59min32s5.

Na carreira, a baiana de 29 anos j√° foi eleita seis vezes a melhor atleta do mundo em maratonas aqu√°ticas. Al√©m disso, ela √© tetracampe√£ mundial em provas de 25 km (2011, 2015, 2017 e 2019) e campe√£ pan-americana em Lima (2019) na prova de 10 km. Nos Jogos de 2008 (Pequim), ela finalizou na quinta posi√ß√£o. Ap√≥s n√£o se classificar para os Jogos de 2012 (Londres), Ana Marcela voltou a competir no Rio de Janeiro, em 2016, quando acabou no 10¬ļ lugar.

Ap√≥s a conquista, Ana Marcela deu uma entrevista na qual falou do tamanho da sua conquista: ‚ÄúA medalha como material representa muito, mas acho que a conquista e a gl√≥ria de ter sido campe√£ ol√≠mpica, isso fica para sempre, na hist√≥ria da maratona, na hist√≥ria do Brasil‚ÄĚ.

Al√©m disso, ela comentou sua pr√≥xima meta, alcan√ßar o t√≠tulo mundial na prova dos 10 km: ‚ÄúSer campe√£ ol√≠mpica aqui √© muito importante, eu ainda n√£o fui campe√£ mundial nos 10 km, o que tamb√©m √© muito importante. Ent√£o saio daqui querendo mais para o ano que vem‚ÄĚ.

A medalha de Ana Marcela Cunha é a segunda do Brasil em provas de maratona aquática nos Jogos Olímpicos. Nos Jogos de 2016 (Rio de Janeiro), Poliana Okimoto garantiu um bronze.

V√īlei de praia

Os brasileiros Alison e √Ālvaro Filho foram eliminados do torneio de v√īlei de praia da Olimp√≠ada de T√≥quio (Jap√£o) ap√≥s serem derrotados por 2 sets a 0 (parciais de 21/16 e 21/19) por Martin Plavins e Edgar Tocs, da Let√īnia, na noite desta ter√ßa-feira (3) no Parque Shiokaze.

Assim, o Brasil n√£o tem mais representantes no v√īlei de praia, ap√≥s as elimina√ß√Ķes de Bruno e Evandro, nas oitavas de final do masculino, de √Āgatha e Duda, nas oitavas do feminino, e de Ana Patr√≠cia e Rebecca, nas quartas do feminino.

A desclassifica√ß√£o de todas as duplas brasileiras em T√≥quio √© uma grande surpresa, especialmente quando se considera que o Brasil j√° conquistou 13 medalhas, entre homens e mulheres, na modalidade em edi√ß√Ķes de Jogos Ol√≠mpicos (tr√™s ouros, sete pratas e tr√™s bronzes).

Skate park

O Brasil chegou à final feminina do skate park da Olimpíada de Tóquio (Japão), mas Dora Varella e Yndiara Asp ficaram fora do pódio, na madrugada desta quarta-feira (4) no Parque de Esportes Urbanos de Ariake.

Entre as oito participantes da grande decis√£o, Dora Varella ficou na 7¬™ posi√ß√£o, com 40,42 pontos que alcan√ßou em sua primeira volta. J√° Yndiara Asp terminou na √ļltima posi√ß√£o, com 37,34 pontos.

O ouro ficou com uma atleta do Jap√£o, Sakura Yosozumi, com 60,09 pontos. A prata ficou com outra atleta local, Kokona Hiraki, de apenas 12 anos e que conseguiu 59,04. J√° a terceira posi√ß√£o ficou com a sensa√ß√£o brit√Ęnica Sky Brown, de 13 anos, com 56,47 pontos.

Foto: Reprodução