PUBLICIDADE

Regi√£o / Cotidiano

Carreata de protesto por volta de Válter Suman ao cargo de prefeito é realizada em Guarujá neste sábado

Da Redação

O retorno de V√°lter Suman ao cargo de prefeito de Guaruj√°, previsto para segunda-feira (20), causou protestos na cidade entre a manh√£ e a tarde deste s√°bado (18), em forma de carreata.

Mais de 40 carros participaram do movimento, organizado pelo engenheiro José Manoel Ferreira Gonçalves, autor do pedido de impeachment de Suman.

O ponto de encontro da carreata foi na Praça 14 Bis, em Vicente de Carvalho. Ela percorreu diversas ruas e avenidas de Guarujá até chegar à Praça Horácio Lafer, na Praia da Enseada.

Na manh√£ de sexta-feira, V√°lter Suman esteve na sede da Pol√≠cia Federal para retirar a tornozeleira eletr√īnica que utilizava. Trata-se de uma das provid√™ncias autorizadas pelo habeas corpus recebido por Suman pela 5¬™ Turma do Superior Tribunal de Justi√ßa (STJ), em decis√£o un√Ęnime concedida na ter√ßa-feira (15).

A outra é o retorno ao cargo. Procurada pelo Portal Mais Santos, a Prefeitura de Guarujá informou que, considerando os efeitos da decisão do STJ, o prefeito Válter Suman encontra-se à frente do Executivo Municipal. Como esta sexta-feira foi ponto facultativo, por conta da emenda de feriado de Corpus Christi, a volta efetiva fica para segunda-feira (20).

Suman √© acusado de desvios na √°rea da sa√ļde e educa√ß√£o do Munic√≠pio relacionados √† Organiza√ß√£o Pr√≥-Vida, √† empresa AM da Silva Servi√ßos Administrativos Ltda., √† ACENI ‚Äď Instituto de Aten√ß√£o √† Sa√ļde e Educa√ß√£o. Ele j√° esteve preso e, juntamente com a esposa Edna, foi obrigado pela Justi√ßa a utilizar o equipamento de monitoramento.

Na manh√£ de segunda-feira (13), Suman era esperado na C√Ęmara Municipal para ser ouvido pela Comiss√£o Processante. A defesa por escrito foi protocolada por interm√©dio de advogado. O motivo de V√°lter Suman n√£o ter comparecido √© a alega√ß√£o de que ele, na condi√ß√£o de prefeito afastado, n√£o poderia entrar em pr√©dios p√ļblicos. A Comiss√£o, no entanto, disse que ele poderia ter ido, pois a C√Ęmara √© um √≥rg√£o independente.

Foto: Divulgação