PUBLICIDADE

Região / Economia

Associação Comercial de SV cobra Governo de SP avanço para fase amarela

Da Redação

A Associação Comercial de São Vicente (ACSV) se manifestou na noite de quarta-feira (3) cobrando do Governo de São Paulo o avanço da Baixada Santista para a fase amarela do plano de flexibilização econômica, o Plano SP. Atualmente, a região está na fase laranja, mais restritiva.

Em nota assinada pelo presidente Alcides Antoneli, a entidade que representa o comércio vicentino argumenta que, dos cinco indicadores do Plano SP atualizados no dia 29 de janeiro, quando houve a última reclassificação das regiões do Estado, três classificam a Baixada como verde (nível mais alto) e dois, amarelo (só abaixo do verde).

Ainda de acordo com a ACSV, “o comércio de São Vicente, assim como dos demais municípios, tem adotado todas as medidas de segurança com o reforço de boas práticas e a realização de procedimentos de higienização para minimizar o risco de transmissão do coronavírus”.

A nota conclui dizendo que, “neste momento, cabe ao Estado a implementação de ações para diminuir os impactos causados com as medidas restritivas impostas ao comércio que tem motivado o fechamento de empresas, demissões e endividamentos, sendo a reclassificação para a fase amarela, neste momento, a mais correta”.

Nesta sexta-feira haverá uma nova reclassificação. No dia 25 de janeiro, passou a valer o decreto do Governo de São Paulo que colocou a Baixada Santista na fase laranja de segunda a sexta-feira, das 6 às 20 horas, e na vermelha das 20 às 6 horas do dia seguinte.

Além disso, todo o estado entrou na fase vermelha no fim de semana dos dias 30 e 31. A previsão inicial era de que isso se repetiria nestes sábado (6) e domingo (7), mas o Executivo estadual suspendeu essa determinação.

Foto da capa: Divulga̤̣o/Cassio Moraes РPrefeitura de Ṣo Vicente