PUBLICIDADE

Regi√£o / Meio Ambiente

Sabesp é multada em R$ 200 mil por vazamento de esgoto na Praia de Pitangueiras

 - REVISTA MAIS SANTOS

Da Redação

A Prefeitura de Guaruj√° multou em R$ 200 mil a Companhia de Saneamento B√°sico do Estado de S√£o Paulo (Sabesp) nesta segunda-feira (22). A raz√£o foi um vazamento de esgoto in natura, em uma das esta√ß√Ķes elevat√≥rias da empresa, localizada na Praia de Pitangueiras. A concession√°ria foi autuada por dois motivos: primeiro por promover um acidente ambiental poluidor e outra pela inexist√™ncia de sistema redundante de seguran√ßa. Cada uma das san√ß√Ķes tem o valor de R$ 100 mil.

O flagrante foi dado por fiscais da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), ap√≥s den√ļncia de mun√≠cipes que passavam pelo local e notaram o transbordamento na estrutura da estatal indo direto para a faixa de areia.

A falha aconteceu no bombeamento que faz o transporte do material da rede coletora de esgoto at√© a esta√ß√£o de tratamento. Como o processo n√£o aconteceu da forma que deveria, a estrutura ficou completamente cheia de dejetos, ocasionando um vazamento de propor√ß√Ķes que foram capazes de contaminar a faixa de areia e o mar, caracterizando o acidente ambiental.

De acordo com t√©cnicos da Semam, o correto seria que a Sabesp tivesse um sistema redundante de seguran√ßa para que, havendo falha no bombeamento do esgoto, ele pudesse entrar em a√ß√£o, evitando o enchimento e o poss√≠vel transbordamento dos sedimentos. A implanta√ß√£o do dispositivo, inclusive, √© considerada obrigat√≥ria pela Companhia Ambiental do Estado de S√£o Paulo (Cetesb) para esta√ß√Ķes coletoras.

Para n√£o acontecer mais

Multar a concession√°ria n√£o foi a √ļnica provid√™ncia tomada pela Prefeitura. O Grupo de Trabalho, formado pelo Munic√≠pio para fiscalizar o contrato com a Sabesp, pedir√° √† Cestesb informa√ß√Ķes sobre os licenciamentos ambientais de todas as esta√ß√Ķes elevat√≥rias da estatal na Cidade.

De acordo com o titular da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), Sidnei Aranha, o objetivo √© verificar se as demais esta√ß√Ķes elevat√≥rias coletoras contam com os dispositivos de seguran√ßa para que incidentes como o ocorrido em Pitangueiras n√£o aconte√ßam em outros locais.

Foto: Reprodução/ Prefeitura de Guarujá