PUBLICIDADE

Região / Saúde

Hospitais da Baixada promovem ações especiais para o “Setembro Colorido”

Da Redação

Hospitais estaduais localizados na Baixada Santista programaram ações diferentes num “Setembro Colorido”: o Hospital Guilherme Álvaro, em Santos, e Hospital Regional de Itanhaém, organizaram ações no decorrer deste mês que fazem a duas “cores” simbólicas do mês de Setembro: Laranja e Amarelo, que focam respectivamente na segurança do paciente e na prevenção ao suicídio.

O prédio do Hospital Guilherme Álvaro recebeu iluminação especial na cor laranja em referência ao Projeto Paciente Seguro, que integra as ações do PROADI (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde). Para tornar visível a importância da ação, os 1.300 funcionários da unidade vestem, durante o mês, a camiseta do projeto.

Até o dia 31, a unidade realiza a “Maratona Todos Seguros”, ligada ao projeto. A programação permite interação entre a equipe de colaboradores, pacientes e acompanhantes.

Há dinâmicas, gincanas, quiz da segurança com as equipes, Big Fone, blitz para identificação correta do paciente, cirurgia segura, plantio de girassóis no jardim da unidade e até iluminação de monumentos da cidade, incluindo a fachada na cor laranja na Pinacoteca Benedicto Calixto.

“Nos dedicamos à integração de novas práticas de acolhimento para proporcionar um ambiente seguro aos pacientes e profissionais da saúde”, afirma a diretora do Hospital Guilherme Álvaro, Mônica Mazzurana.

No decorrer dessa semana, houve oficinas focadas no tema, promovendo o compartilhamento de conhecimentos sobre cuidados na área assistencial. A troca de ideias visa reforçar as melhores práticas com base nas metas internacionais de segurança, e têm ocorrido desde a segunda-feira (17), Dia Mundial de Segurança do Paciente.

Um dos pontos discutidos é a segurança dos trabalhadores da saúde como prioridade central para alcançar a segurança também para os pacientes, aliando capacitação e motivação dos profissionais e incentivando práticas rotineiras para a assistência humanizada.

As ações incluem interatividade entre os colaboradores com vídeos ilustrativos, cine-pipoca, segurança medicamentosa com a equipe de enfermagem e orientação nos cuidados para reduzir risco de queda e lesões na pele de pacientes.

A programação é voltada para as áreas assistenciais e administrativas e faz parte do Plano Institucional de Humanização do Hospital, que propõe uma série de atividades ao longo do ano para zelar pela saúde mental do colaborador.

Itanhaém

O Hospital Regional de Itanhaém também criou um calendário “colorido” especial que integra o Setembro Amarelo, voltado à prevenção ao suicídio. O prédio recebe iluminação especial semanalmente. Há também conversas nos setores, formação de grupos terapêuticos e atendimentos individualizados no intuito de ouvir os profissionais, orientar e buscar alternativas viáveis para proteger sua saúde emocional.

Um coral formado só por colaboradores fez apresentações nos andares na quinta (17) e sexta (18) para sensibilizar todos sobre o tema. Nos dois serviços, as atividades são comandadas pelos Núcleos de Segurança do

Paciente e respeitam todas as medidas preventivas à Covid-19, como o uso de máscaras, de álcool gel e a distribuição de materiais impressos para colaboradores e pacientes.