PUBLICIDADE

Santos / Festas Populares

Emoção marca entrega de estátua e carreata no Dia de Iemanjá em Santos

Da Redação

Santos celebrou, nesta terça-feira (2), o Dia de Iemanjá. Mesmo com a tradicional procissão se transformando em carreata, em virtude dos protocolos para conter a pandemia de covid-19, não faltou emoção. O ponto alto da comemoração foi a inauguração da estátua da Rainha do Mar, na Praça Luiz La Scala, na Ponta da Praia.

A escultura de uma sereia negra, representando Iemanj√°, produzida pelo artista pl√°stico Luis Garcia Jorge, tem cerca de dois metros de altura, foi feita em fibra de vidro e pintada em tons de cobre.

 - REVISTA MAIS SANTOS

O idealizador da est√°tua, Pai Marcelo de Loguned√©, diz que ela foge do padr√£o. “N√£o simboliza apenas a religi√£o, mas tamb√©m a valoriza√ß√£o da cultura negra e da mulher, que √© um dos pilares da fam√≠lia”.

“Hoje o nosso jardim, que √© maior em orla de praia do mundo, fica ainda mais bonito, porque contempla mais uma religi√£o, uma cultura, e torna as pessoas ainda mais felizes. Precisamos contribuir por mais empatia e para que todos possam manter suas hist√≥rias”, disse o prefeito Rog√©rio Santos.

Evento

Pai Marcelo, que tamb√©m √© coordenador da prociss√£o e vice-presidente do Conselho Municipal da Comunidade Negra de Santos, diz que a Cidade tamb√©m ganha com o turismo religioso. “Essa √© nossa 21¬™ edi√ß√£o do evento, desta vez em um formato diferente. Mas, a cada ano, atra√≠mos mais gente de outros lugares do Brasil. A est√°tua vai contribuir ainda mais com a vinda de turistas para Santos”.

Durante a inaugura√ß√£o da est√°tua, foram muitos c√Ęnticos e homenagens ao Orix√° feitos por adeptos √† religi√£o afro, como Lais Machado, do Candombl√©. Ela levou seus filhos Sara, de 6 anos, e Pedro, de 9 anos: “Fico emocionada porque Iemanj√° √© minha m√£e, √© tudo pra mim. E essa est√°tua √© uma conquista pelo nosso espa√ßo. Quero que meus filhos lembrem desse momento e depois tragam e contem para meus netos”.

Carreata

Mais de 100 carros participaram da carreata, que partiu da Rua Otávio Correia, 64, Estuário, seguindo para Avenida Cel. Joaquim Montenegro, Avenida Afonso Pena, Praça Palmares, Avenida Siqueira Campos, Avenida Bartolomeu de Gusmão, Avenida Samuel A. Leão de Moura e Avenida Saldanha da Gama, onde o cortejo teve seu ponto final na Ponte Edgard Perdigão.

“Foi muito melhor do que esper√°vamos, j√° que foi num formato que n√£o est√°vamos acostumados. Mas n√£o pod√≠amos deixar esta data passar em branco, ainda mais neste momento em que precisamos pedir por sa√ļde”, disse Rog√©rio Correa, representante da Casa de Culto Afro-Brasileira Il√™ As√© Sobo Oba √Äryra, que coordenou o evento.

No final, foi entregue um presente para Iemanjá, com frutas e flores, sem nada que agrida o meio ambiente. Ele foi depositado na escuna para ser levado para o mar. O evento teve organização da Prefeitura e do Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra.

Fotos: Susan Hortas/PMS