PUBLICIDADE

Santos / Polícia

Homem morre após ingerir veneno em São Vicente

Um homem morreu depois de ingerir veneno que era armazenado em um garrafa de vodca na geladeira da casa onde morava com a irm√£ e com o cunhado, em S√£o Vicente, no litoral de S√£o Paulo, neste domingo (18). Ele chegou a ser levado ao hospital, mas acabou n√£o resistindo. A Pol√≠cia Civil investiga as circunst√Ęncias do ocorrido.

Para a pol√≠cia, o cunhado da v√≠tima afirmou que utilizava benzina no fim de semana para matar cupins na resid√™ncia deles, localizada na Rua L√°brea, no bairro Parque S√£o Vicente. A subst√Ęncia √© uma esp√©cie de solvente, tamb√©m usado como veneno para elimina√ß√£o e controle de pragas urbanas, como no caso.

Ainda no depoimento, ele disse que, após a aplicação do produto, guardou o restante dentro de uma garrafa de vodca então vazia e, em seguida, a colocou na geladeira do imóvel. Para a polícia, o homem afirmou que o cunhado era alcoólatra e foi abrigado pelo casal depois de passar um período morando na rua.

O cunhado contou tamb√©m que dormiu e foi acordado depois pela v√≠tima, identificada como Marco Ant√īnio Santos, pedindo ajuda por estar passando mal ap√≥s beber a suposta vodca. Ao perguntar o que aconteceu, o rapaz afirmou que havia ingerido todo l√≠quido que estava guardado na garrafa na geladeira, sem saber que, na verdade, havia bebido veneno.

Uma ambul√Ęncia do Servi√ßo de Atendimento M√≥vel de Urg√™ncia (Samu) foi acionada e a equipe encaminhou Marco at√© o Hospital de S√£o Vicente. Ap√≥s fazer lavagem no est√īmago, a v√≠tima foi liberada pelos m√©dicos por n√£o apresentar qualquer outra altera√ß√£o nos exames ou reclamar de algum mal estar.

Horas depois de ir ao hospital, j√° de volta √† casa, Marco Santos come√ßou a vomitar. A irm√£ dele e o cunhado acionaram novamente uma ambul√Ęncia, que o encaminhou √† mesma unidade de sa√ļde. Ao dar entrada na emerg√™ncia, conforme registro da Pol√≠cia Civil, ele teve uma parada cardiorrespirat√≥ria e morreu.

Em raz√£o das circunst√Ęncias do ocorrido, o caso foi encaminhado para ser registrado como morte suspeita no plant√£o da Delegacia Sede da cidade. O corpo dele foi levado ao Instituto M√©dico Legal (IML) de Santos para ser submetido aos exames de praxe. O cunhado da v√≠tima foi enquadrado como testemunha.
Fonte: G1