PUBLICIDADE

Santos / Polícia

Nova secretária de Santos quer implantar uma área de segurança máxima na Cidade

Um dos setores priorit√°rios da atual Administra√ß√£o Municipal est√° sob novo comando. A Delegada de Pol√≠cia, da Secretaria de Seguran√ßa P√ļblica do Estado (SSP-SP). Raquel Kobashi Gallinati Lombardi, assumiu a pasta da secret√°ria de Seguran√ßa de Santos.

‚ÄúRecebi com muita honra o convite feito pelo prefeito Rog√©rio Santos. Nosso prop√≥sito √© potencializar, com nosso conhecimento t√©cnico, o que j√° existe de excelente (na Cidade) e os projetos que est√£o sendo implementados pela atual gest√£o‚ÄĚ.

Embora a Seguran√ßa P√ļblica seja uma responsabilidade do Governo do Estado, ela ressalta que ‚Äúo Munic√≠pio pode ajudar muito no setor e aumentar ainda mais a qualidade de vida na Cidade, que j√° desponta com √≠ndices altos no Brasil e na Am√©rica Latina‚ÄĚ. Um de seus primeiros objetivos na pasta ser√° a implanta√ß√£o de uma zona de seguran√ßa m√°xima na Cidade, tema que ser√° discutido em reuni√£o agendada para a pr√≥xima sexta-feira (28).

Em vigor desde setembro de 2023, o plano Santos Mais Segura vai aumentar em 45% o efetivo da GCM, que passar√° para 632 agentes, com a contrata√ß√£o de 200 guardas municipais, por meio de concurso p√ļblico j√° em andamento.

Foram compradas 33 viaturas na frota, que passou a ter 116 ve√≠culos, incluindo carros, motos, quadriciclos, bicicletas e botes. Em rela√ß√£o ao armamento da GCM, j√° foram entregues 30 pistolas e cinco carabinas, sendo que mais 170 pistolas ser√£o compradas, totalizando 205 armas. O Centro de Controle Operacional (CCO), onde a GCM e as for√ßas de seguran√ßa p√ļblica atuam, tamb√©m teve o refor√ßo de dois drones.

PERFIL

Raquel Kobashi Gallinati Lombardi nasceu em Niter√≥i (RJ), mas foi criada desde o primeiro ano de vida em Santos, onde estudou e viveu at√© os 18 anos de idade. Formada em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2000), √© mestre em Filosofia pela Pontif√≠cia Universidade Cat√≥lica de S√£o Paulo (2007), p√≥s-graduada em Ci√™ncias Penais pela Universidade Anhanguera ‚Äď Uniderp (2011), p√≥s-graduada em Direito de Pol√≠cia Judici√°ria na Academia Nacional de Pol√≠cia (ANP da Pol√≠cia Federal) de Bras√≠lia (2020) e p√≥s-graduada em Processo Penal pela Escola Paulista da Magistratura (2023).

Atuou como advogada de 2001 a 2011, até ser aprovada no concurso para Delegado de Polícia, em 2012. Foi a primeira mulher a presidir o Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, eleita com quase 80% de aprovação para a Gestão 2016/2019. Foi reeleita com 97% dos votos que convalidaram a gestão do triênio seguinte (2019/2022).

Em 2021, foi eleita para compor a diretoria nacional da Associa√ß√£o dos Delegados de Pol√≠cia do Brasil ‚Äď Adepol do Brasil, e para atuar na vice-presid√™ncia da Federa√ß√£o Nacional dos Delegados de Pol√≠cia Civil.

Outro destaque: foi eleita pela quinta vez consecutiva como uma das melhores delegadas de Polícia do Brasil, de acordo com o Censo 2019, 2020, 2021, 2022 e 2023 do Portal Nacional Delegados, na categoria Gestão e Destaque.

√Č coautora das obras jur√≠dicas ‚ÄėPol√≠cia Judici√°ria no Brasil e no Mundo‚Äô; ‚ÄėCombate √† Viol√™ncia Contra a Mulher ‚Äď medidas protetivas ‚Äď Lei Maria da Penha‚Äô; ‚ÄėLei Maria da Penha ‚Äď Coment√°rios artigo por artigo e estudos doutrin√°rios‚Äô (obra selecionada em 2020 pelo STJ como refer√™ncia doutrin√°ria para ju√≠zes de todo o Brasil); ‚ÄėDelegado de Pol√≠cia Civil‚Äô; ‚ÄėLeituras Complementares de Direito Penal ‚Äď Uma vis√£o constitucional‚Äô e ‚ÄėDireito Policial ‚Äď Temas Atuais‚Äô. Em ‚ÄėA Constitui√ß√£o por Elas: A interpreta√ß√£o constitucional sob a √≥tica das mulheres‚Äô, foi respons√°vel pelo cap√≠tulo 11, ‚ÄėA Pol√≠cia Judici√°ria no estado de direito e seus princ√≠pios fundamentais: Por um controle democr√°tico da Pol√≠cia Judici√°ria‚Äô.

Em seu curr√≠culo tamb√©m est√£o cursos sobre investiga√ß√£o de crimes contra a vida, direitos humanos e diversidades √©tnico-raciais; t√©cnicas de abordagem e armas menos letais nas a√ß√Ķes das pol√≠cias civis e media√ß√£o de conflitos, todos feitos na Academia de Pol√≠cia de S√£o Paulo (Acadepol).