PUBLICIDADE

Santos / Porto

Leiloado terminal para gran√©is vegetais no Porto de Santos; investimento ser√° de mais de R$ 760 milh√Ķes

Da Redação

A Cofco International, gigante chinesa de alimentos, arrematou o direito de explorar o terminal STS 11, em leil√£o realizado nesta quarta-feira (30), na B3, em S√£o Paulo. A empresa ter√° de investir R$ 764,8 milh√Ķes na instala√ß√£o, que ser√° um dos maiores terminais portu√°rios do Pa√≠s dedicados a gran√©is vegetais, com capacidade anual para movimentar 14,3 milh√Ķes de toneladas.

Localizado no Paquetá, entre os armazéns 12A e 15 da margem direita do Porto de Santos, o empreendimento será implantado em duas etapas, com a disponibilização de aproximadamente 62 mil metros quadrados na primeira fase. No terceiro ano do arrendamento será agregada nova área, resultando em um total de 98 mil metros quadrados.

A Cofco explorar√° o ativo por 25 anos, com possibilidade de sucessivas prorroga√ß√Ķes at√© o limite m√°ximo de 70 anos, a crit√©rio exclusivo do poder concedente. A empresa arrematou o ativo ao ofertar outorga de R$ 10 milh√Ķes √† Santos Port Authority (SPA) a ser paga da seguinte forma: 25% do valor no ato de homologa√ß√£o do resultado e mais cinco parcelas anuais.

A arrendat√°ria pagar√° ainda √† SPA R$ 3,7 milh√Ķes por m√™s a t√≠tulo de arrendamento fixo (pela explora√ß√£o da √°rea) e R$ 5,63 por tonelada movimentada referente ao arrendamento vari√°vel. Considerando a movimenta√ß√£o m√©dia esperada para o contrato, o potencial de receita anual arrecadada pela SPA ser√° da ordem de R$ 100 milh√Ķes.

Os investimentos contemplam obras em dois ber√ßos de atraca√ß√£o ‚Äď incluindo refor√ßo de cais, dragagem de aprofundamento e aquisi√ß√£o de dois shiploaders -, demoli√ß√£o e constru√ß√£o de novos silos e armaz√©ns, infraestrutura ferrovi√°ria e recupera√ß√£o de pr√©dio hist√≥rico no local.

“O STS 11 consolida o planejamento de clusteriza√ß√£o do Porto por tipologia de cargas, eliminando √°reas pequenas e pouco produtivas. Teremos agora um dos principais terminais de gran√©is vegetais do Pa√≠s e que representar√° importante receita para SPA. Este √© o sexto leil√£o de uma carteira de 11 que definimos para o intervalo 2019-2022. At√© o fim do ano teremos mais cinco”, disse o diretor-presidente da SPA, Fernando Biral.

Segundo o diretor de Desenvolvimento de Neg√≥cios e Regula√ß√£o da SPA, Bruno Stupello, “a assun√ß√£o do terminal por um player global da envergadura da Cofco refor√ßa a import√Ęncia do ativo e a estrat√©gia acertada do projeto, que considerou a otimiza√ß√£o da √°rea, at√© ent√£o subutilizada. O novo contrato representar√° a maior receita patrimonial da SPA, reiterando a metodologia de precifica√ß√£o de ativos de infraestrutura desse porte”.

11 leil√Ķes em 4 anos

Com o arrendamento do STS 11, o Porto de Santos j√° promoveu seis dos 11 leil√Ķes definidos no planejamento para o per√≠odo 2019 ‚Äď 2022. S√£o eles o STS 13A (gran√©is l√≠quidos), STS 20 (gran√©is s√≥lidos minerais), STS 14 e STS 14A (celulose), STS 08A (gran√©is l√≠quidos) e STS 11.

Arte e Foto; Divulgação/SPA