PUBLICIDADE

Santos / Porto

Porto de Santos cresce no 1¬ļ trimestre e registra maior participa√ß√£o na corrente comercial brasileira dos √ļltimos anos

Da Redação

A movimenta√ß√£o de cargas no Porto de Santos no primeiro trimestre continuou aquecida e registrou crescimento de 9,6% sobre o mesmo per√≠odo do ano passado, somando 38,7 milh√Ķes de toneladas e caracterizando-se como a melhor marca para o per√≠odo. O excelente desempenho elevou a participa√ß√£o do Complexo Portu√°rio de Santos na corrente comercial brasileira para 29,7%, melhor patamar para o primeiro trimestre desde 2016.

As exporta√ß√Ķes responderam por 27,7 milh√Ķes de toneladas e as importa√ß√Ķes, por 10,9 milh√Ķes de toneladas, registrando aumentos de, respectivamente, 11,3% e 5,7%.

“O crescimento da movimenta√ß√£o de cargas no primeiro trimestre bem como o avan√ßo do Porto na participa√ß√£o das trocas comerciais brasileiras refor√ßam a necessidade de acelerar investimentos para estarmos √† frente da demanda, que cresce bem acima do PIB. Com o pacote de leil√Ķes de √°reas que definimos, estamos no caminho certo para prover com efici√™ncia as necessidades do com√©rcio exterior, que tem em Santos seu principal ativo de infraestrutura”, afirma o diretor de Opera√ß√Ķes da Santos Port Authority (SPA), Marcelo Ribeiro.

A ligeira redu√ß√£o de 0,1% na movimenta√ß√£o de mar√ßo na compara√ß√£o anual, para 15,14 milh√Ķes de toneladas, n√£o comprometeu o desempenho recorde trimestral. Ressalte-se que mar√ßo de 2021 foi a maior marca mensal hist√≥rica do Porto, portanto, a base de compara√ß√£o foi muito alta. Ainda assim, o desempenho do m√™s demonstrou estabilidade e garantiu o segundo melhor resultado mensal do Porto.

Entre as cargas de exporta√ß√£o, a soja em gr√£os, carga de maior volume movimentada (9,6 milh√Ķes de toneladas), registrou aumento de 21,2% sobre a mesma base trimestral; seguida pela celulose (1,9 milh√£o de toneladas), com crescimento de 67,8%; milho (1,2 milh√£o de toneladas), com 102,4% de alta; farelos (1,9 milh√£o de toneladas), com 36,9% de aumento; e carne, com 597 mil toneladas e crescimento de 62%.

O fertilizante foi o destaque nas cargas de importa√ß√£o, apontando crescimento de 27,6% no trimestre e totalizando 2,3 milh√Ķes de toneladas.

A carga conteinerizada vem se mantendo em um patamar próximo ao de 2021, totalizando 1,16 milhão de TEU (contêiner de 20 pés) no trimestre, 3,4% abaixo do 1,2 milhão de TEU consolidados no mesmo período do ano passado.

Os gran√©is s√≥lidos (19,5 milh√Ķes de toneladas) apresentaram aumento de 17% no trimestre, refletindo o bom desempenho do complexo soja, milho e fertilizantes, destacando-se como a melhor marca para o per√≠odo.

Os gran√©is l√≠quidos somaram 4,5 milh√Ķes de toneladas, alta de 2,9% no acumulado do ano, registrando, tamb√©m, a maior marca para esse per√≠odo.

O fluxo de navios envolveu 1.224 atraca√ß√Ķes, 4,1% acima do verificado no primeiro trimestre do ano passado.

Balança Comercial

Do total das trocas comerciais que passaram por Santos no trimestre, 32,2% tiveram a China como parceiro. S√£o Paulo se manteve como o Estado com maior participa√ß√£o nas transa√ß√Ķes comerciais com o exterior por meio do complexo santista (52,2%).

Foto: Pedro Cavalcante/Divulgação SPA