PUBLICIDADE

Santos / Saúde

Covid-19: primeiras doses da CoronaVac chegam a Santos

Da Redação

As primeiras 9.560 doses da vacina CoronaVac chegaram a Santos na noite desta terça-feira (19). O material ficará armazenado na Arena Santos (Vila Mathias), que funcionará como um centro de logística para distribuição. O imunizante foi enviado pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo e, conforme orientação expressa deste órgão, as doses serão destinadas aos profissionais de saúde que atuam diretamente no enfrentamento à covid-19 em hospitais, hospitais de campanha, unidades de pronto atendimento e Samu.

Também serão priorizados os idosos que moram em clínicas de repouso e os cuidadores que trabalham nestes locais. A expectativa é de que, nesta quarta (20), já comecem a ser disponibilizadas para as instituições de saúde.

A Prefeitura de Santos disponibilizará todo o quantitativo a ser recebido para que o grupo prioritário receba a primeira dose da imunização. O GVE confirmou que enviará uma segunda grade de vacinas para a aplicação da segunda dose neste público.

A Secretaria de Saúde de Santos disponibilizará diretamente as doses para as instituições de saúde e residenciais para idosos, que ficarão responsáveis pela aplicação das doses a este público.

Vale lembrar que a Cidade continua preparada para ampliar a capacidade de vacinação: foram adquiridos todos os insumos necessários (agulhas, seringas e caixas para descarte de perfurocortantes) para vacinar a totalidade da população santista; estão contratados 179 profissionais de saúde, entre enfermeiros e técnicos de enfermagem, para atuar na campanha; foi instalado um contêiner refrigerado de 40 pés para armazenar as doses de vacina.

Acamados

Terminam nesta sexta-feira (22) as inscrições de idosos acamados que desejam ser imunizados contra a covid-19.  A inscrição deve ser feita pelo cuidador ou acompanhante do idoso na policlínica de referência do bairro. Quando a vacina estiver disponível, a equipe irá à residência do acamado sem agendamento prévio.

Vale lembrar que os atendidos pela Seção de Atendimento Domiciliar (Seadomi) não precisam se cadastrar, pois já estão contemplados no Plano Municipal de Imunização.

Foto: Divulgação/PMS