PUBLICIDADE

Santos / Saúde

Santos começa a vacinar novos públicos contra a Covid-19 nesta sexta-feira

Da Redação

Pessoas com comorbidades e indivíduos com deficiência permanente (que recebem o benefício), a partir dos 50 anos, podem ir a um dos 28 postos a partir desta sexta-feira (14) para se vacinar contra a Covid-19, com o imunizante da Oxford/Astrazeneca.

Houve alteração na Vila Mathias, que deixa de vacinar na policlínica, mas com um novo posto externo no bairro (ver relação abaixo). Nas 20 policlínicas, as doses são oferecidas das 8h às 13h e, nos oito postos externos, das 8h às 16h. Excepcionalmente, as policlínicas do Santa Maria e da Vila Progresso não receberão público nesta sexta-feira.

Renal e transplantados

A Secretaria Municipal de Saúde também segue oferecendo doses da Oxford/Astrazeneca para pacientes em terapia renal substitutiva (diálise domiciliar), transplantados a partir de 18 anos e idosos a partir dos 60 anos. Todos devem ser residentes em Santos. Também foi retomada esta semana a vacinação para profissionais da Saúde (https://www.santos.sp.gov.br/?q=noticia/santos-retoma-vacinacao-dos-trabalhadores-da-saude-contra-covid-19).

São consideradas deficiências permanentes graves as que implicam limitação motora, dificuldade ou incapacidade de ouvir, dificuldade ou incapacidade de enxergar, deficiência intelectual permanente (que limite as atividades habituais como trabalhar, ir à escola etc.).

Confira a lista de comorbidades:

• Doenças cardiovasculares

• Insuficiência cardíaca (IC)

• Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar

• Cardiopatia hipertensiva

• Síndromes coronarianas

• Valvopatias

• Miocardiopatias e Pericardiopatias

• Doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas

• Arritmias cardíacas

• Cardiopatias congênitas no adulto

• Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados

• Diabetes mellitus

• Pneumopatias crônicas graves

• Hipertensão arterial resistente (HAR)

• Hipertensão arterial – estágio 3

• Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade

• Doença Cerebrovascular

• Doença renal crônica

• Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer)

• Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)

• Obesidade mórbida

Confira os documentos necessários

Pacientes que realizam diálise e transplantados devem apresentar laudo ou declaração do médico que comprove a condição. Já o paciente que faz diálise em clínica ou hospital em Santos deve se vacinar na instituição na qual realiza o procedimento. Quem faz diálise domiciliar pode receber a vacina nas policlínicas ou nos postos externos.

Pessoas com deficiência permanente têm de apresentar laudo médico comprovando a deficiência e também comprovante do Cadastro no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Quanto às pessoas com síndrome de Down, o VaciVida, sistema informatizado do Estado, está exigindo o CRM do médico. Assim, uma cópia do laudo ou receituário médico será solicitada no ato da vacinação.

Recomenda-se que se levem cópias dos laudos médicos e do comprovante do benefício porque esses documentos ficam retidos nos locais de vacinação.

VEJA OS LOCAIS DE VACINAÇÃO

Postos Externos

Aparecida – Clube Atlético Santa Cecília (Rua Comendador Alfaia Rodrigues, 269)
Campo Grande РIgreja Evang̩lica Projeto de Deus* (Rua Carvalho de Mendon̤a, 596)
Embaré – Centro Comunitário da Igreja São Benedito (Av. Afonso Pena, 350)
Gonzaga – Estacionamento da Igreja Universal do Reino de Deus (Av. Ana Costa, 329)
Marap̩ РEscola de Samba Unịo Imperial (Rua Ṣo Judas Tadeu, 20)
Pompeia – Igreja Nossa Senhora do Rosário da Pompeia (Praça Benedicto Calixto, 1)
Ponta da Praia – Ginásio do Complexo Esportivo Rebouças (Praça Engenheiro José Rebouças s/nº)
Vila Mathias – Igreja Batista (Rua Almeida de Moraes, 54)

Policlínicas

ZONA NOROESTE

Policlínica Alemoa – Rua Afonsina Proost de Souza s/nº
Policlínica Areia Branca – Rua Francisco Lourenço Gomes, 118
Policlínica Bom Retiro – Rua João Fraccaroli s/nº
Policlínica Castelo – Rua Francisco de Barros Melo, 184
Policlínica Rádio Clube – Avenida Hugo Maia s/nº
Policlínica São Jorge e Caneleira – Rua Francisco Ferreira Canto, 351
Policlínica São Manoel – Praça Nicolau Geraigire s/nº
Policlínica Piratininga – Praça João de Moraes Chaves s/nº – Piratininga

MORROS

Policlínica Nova Cintra – Rua José Ozéas Barbosa s/nº
Policlínica Morro São Bento – Rua das Pedras s/nº
Policlínica Valongo – Rua Prof. Maria Neusa Cunha s/nº
Policlínica Morro José Menino – Rua Doutor Carlos Alberto Curado, 77
Policlínica Jabaquara – Rua Vasco da Gama, 32
Policlínica Monte Serrat – Praça Correia de Melo s/nº
Policlínica Morro da Penha – Rua Três, 150

CENTRO

Policlínica Conselheiro Nébias – Av. Conselheiro Nébias, 457
Policlínica Martins Fontes – Rua Luiza Macuco, 40
Policlínica Vila Nova – Praça Iguatemi Martins s/nº

ÁREA CONTINENTAL

Policlínica Caruara – Rua Andrade Soares s/nº
Policlínica Monte Cabrão – Av. Principal s/nº

*APENAS NESTA SEXTA-FEIRA neste posto externo: Horário: das 8h às 13h

Outras cidades da Baixada

Guarujá começa a vacinar nesta sexta-feira (14) pessoas com comorbidades ou deficiência permanente que tenham mais de 50 anos. Para garantir a dose, os munícipes que fazem parte desse grupo apresentar documentação comprobatória de suas condições – além de documento com foto, CPF e comprovante de residência em Guarujá.

Os que têm doenças preexistentes devem apresentar laudo ou declaração médica que ateste a doença – que na relação de comorbidades do Ministério da Saúde (lista abaixo).

Já as pessoas com deficiência permanente precisam comprovar que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Para o atendimento desses novos grupos, a Cidade recebeu 8.680 doses da CoviShield, da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz.

É recomendado, mas não obrigatório, o cadastro no site do VacinaJá, do Governo do Estado (https://www.vacinaja.sp.gov.br/). O cadastro pode ser realizado pelo próprio candidato à imunização ou por algum familiar. Imprimir a ficha que o site disponibiliza ao final contribui ainda mais para agilizar o atendimento no posto.

Para se ter uma ideia, o tempo de atendimento para quem fez o cadastro leva em média de 1 a 3 minutos. Quando não é feito, a inscrição no ato da vacinação seguida da aplicação da dose propriamente dita demora cerca de 10 minutos.

A vacinação continua no Ginásio Guaibê (Avenida Santos Dumont, 420 – Santo Antônio) com esquema de imunização separado por primeiras e segundas doses na quadra do ginásio, das 8 às 16 horas, de segunda a sexta-feira. No estacionamento, segue em funcionamento o drive-thru – apenas para as primeiras doses – das 9 às 15 horas.

Em Vicente de Carvalho, o acontece no salão paroquial da Igreja Nossa Senhora das Graças (Rua Padre Anchieta, 107 – Vila Alice). O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 horas.

Nesta sexta-feira (14), São Vicente segue com o Plano Estadual de Imunização (PEI), e começa a imunização para pessoas com comorbidades e portadores de Deficiência Permanente, de 50 a 54 anos.

A aplicação da primeira dose nos públicos-alvos está acontecendo em todas as unidades de saúde do Município, das 9h às 15h30.

Pessoas com comorbidades, de 50 54 anos, devem apresentar nos postos o comprovante de residência e um laudo médico que afirme a condição, como por exemplo: exames, receitas, relatórios ou prescrições, assinadas por um profissional da saúde.

Os portadores de Deficiência Permanente, de 50 a 54 anos, precisam do cartão do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e do comprovante de residência

O Ministério da Saúde define como comorbidades: doenças cardiovasculares; insuficiência cardíaca (IC); cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e hipertensão pulmonar; cardiopatia hipertensiva; síndromes coronarianas; valvopatias, miocardiopatias e pericardiopatias; doença da aorta; dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas; arritmias cardíacas; cardiopatias congênitas no adulto; próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; diabetes mellitus; pneumopatias crônicas graves; hipertensão arterial resistente (HAR); hipertensão arterial – estágio 3; hipertensão arterial – estágios 1 e 2, com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade; doença cerebrovascular; doença renal crônica; imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer; anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves), obesidade mórbida e cirrose hepática.

Confira os endereços das UBSs e ESFs da Cidade:
– UBS Central (Avenida Antônio Emmerich, 509 – Vila Mello)
– UBS Catiapoã (Av. Pérsio de Queiroz Filho, 733/734 – Catiapoã)
– UBS /ESF Náutica III (Rua Nicolau Patrício Moreira, 225 – Cidade Náutica)
– UBS/ ESF Praça Vitória (Praça Vitória, s/n – Vila Voturuá)
– UBS/ESF Parque Bitaru Praça Infante Dom Henrique, s/n – Parque Bitaru
– ESF Parque São Vicente (Praça Dom Pedro I, s/n – Parque São Vicente)
– ESF Japuí (Avenida Tupiniquins, s/n – Japuí)
– UBS / ESF Vila Margarida (Rua Polydoro de Oliveira Bittencourt , 299 – Vila Margarida)
– ESF Humaitá (Rua Maria Rocco, s/nº – Humaitá)
– UBS /ESF Samaritá (Rua Sergipe, 70 – Samaritá)
– UBS/ESF Parque das Bandeiras (Praça Dário Aredes Lacerda, 70 Loja 11 – Parque das Bandeiras)
– UBS/ESF Vila Ponte Nova E ESF Quarentenário (Rua Salvador, s/n – Vila Ponte Nova)
– UBS/ ESF Jardim Guassu (Rua Lagarto, 101 – Jardim Guassu)
– UBS/ESF JIP (Rua Roberto Koch, 584 – Jóquei Clube)
– UBS Pompeba (Rua Antonio da Costa, s/n – Pompeba)
РUBS/ ESF Sambaiatuba (Pra̤a Dom Bosco, s/n)
– ESF Saquaré / ESF México 70 (Rua do Meio, s/n – Vila Margarida)
– UBS Tancredo Neves (Rua Luiz Meirelles Araújo, s/n – Tancredo Neves)
– ESF Esplanada dos Barreiros (Avenida Brasil, s/n – Esplanada dos Barreiros)
– ESF Sá Catarina (Rua Travessa do Parque, S/N – Catiapoã)
– ESF Parque Continental (Avenida Central, 940 – Parque Continental)
– ESF Gleba II (Avenida Dr. Celso Santos, 510 – Parque das Bandeiras)
– ESF Nova São Vicente e ESF Vila Ema (Rua Eliseu Almeida Melo, 10 – Vila Ema)
– ESF Jardim Rio Branco I (Rua Antônio Riscalle Husne, 1760 – Jardim Rio Branco)
– ESF Jardim Rio Branco II e III (Rua Eduardo Cação, s/n – Jardim Rio Branco)
– ESF Jardim Rio Negro (Rua E, 110 – Jardim Rio Negro)
Em Vicente de Carvalho, o acontece no salão paroquial da Igreja Nossa Senhora das Graças (Rua Padre Anchieta, 107 – Vila Alice). O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 horas.

A Secretaria de Saúde de Cubatão também anunciou o início nesta sexta-feira (14) da imunização em pessoas de 50 a 54 anos com comorbidades.

Como forma de aprimorar a transparência e o controle da aplicação de vacinas contra a covid-19, só serão vacinadas pessoas com comorbidades que apresentarem os seguintes documentos:

– atestado ou declaração de comorbidade assinado por profissional da área de medicina (CRM legível);

– receita com data a partir de janeiro de 2020;

– documento com foto;

– comprovante de residência.

É importante levar cópias da declaração e da receita, pois a orientação é pela retenção do documento no local de vacinação.

Para agilizar o atendimento, a Secretaria sugere a realização do pré-cadastro na plataforma VacinaJá (https://vacinaja.sp.gov.br/). É rápido e pode ser feito por qualquer pessoa da família, reduzindo assim o tempo dentro do local de vacinação.

Locais de vacinação:

Parque Anilinas (Avenida Nove de Abril, s/nº, entrada principal), 9 às 15 horas.

Unidades de Saúde, 8h30 às 16 horas:

UBS Jardim Casqueiro (Rua Espanha, s/nº);

USF Jardim Nova República-Bolsão 8 (Avenida Deputado Esmeraldo Tarquinio, s/nº);

UBS Vila Nova (Rua São João, 185);

USF Mário Covas (Rua das Palmas, 128, Vila Natal).

Crédito da foto: Divulgação