PUBLICIDADE

Santos / Sa√ļde

Santos: equipe odontológica atende pessoas em situação de rua

Da Redação

Fazia mais de dois anos que o motorista de t√°xi Mario Augusto Donnarumma Arthur, 56 anos, n√£o passava em uma consulta com um dentista. A espera terminou na tarde desta ter√ßa-feira (22), quando ele foi um dos atendidos pela equipe de Sa√ļde Bucal do Consult√≥rio na Rua. Ele estava com dificuldades de mastiga√ß√£o, e soube do servi√ßo por outros frequentadores do Restaurante Bom Prato Mercado.

Donnarumma est√° desempregado depois de atuar por um tempo como taxista e motorista de aplicativo. Chegou a dormir na rua at√© recentemente, mas conseguiu alugar um quarto com o dinheiro que recebe de uns “bicos” que faz. Ele n√£o escondia a satisfa√ß√£o de ter conseguido atendimento odontol√≥gico. “Da √ļltima vez que fui ver um tratamento, o custo era superior a R$ 5 mil”.

O atendimento a Donnarumma e a outras pessoas em situa√ß√£o de rua foi poss√≠vel gra√ßas ao empenho de duas dentistas residentes: L√≠lian de Oliveira Silveira e Juliana Oliveira Silva Chagas. Durante a pr√°tica na resid√™ncia odontol√≥gica, elas sentiram a necessidade de atender esse p√ļblico at√© que conseguiram viabilizar o projeto com o dentista Ricardo Antonio Nunes Neto, que √© tutor da √°rea de Odontologia do Programa de Resid√™ncia Multiprofissional em Aten√ß√£o Prim√°ria √† Sa√ļde, da Secretaria Municipal de Sa√ļde. Esse programa de resid√™ncia conta com est√°gios de v√°rias profiss√Ķes no programa Consult√≥rio na Rua.

Como funciona

Nunes Neto passou a ser o articulador do projeto, que come√ßou em dezembro de 2020. Desde ent√£o, uma viatura equipada para atendimento odontol√≥gico estaciona nas tardes de ter√ßa-feira, das 14h30 √†s 18h, em um ponto da Pra√ßa Iguatemi Martins, no Mercado, para atendimento gratuito ao p√ļblico.

Segundo ele explica, o atendimento sempre é feito por duplas de profissionais e leva em média uma hora, já incluindo o tempo de higienização completa dos equipamentos. São feitos, em média, 12 atendimentos mensais. Os casos mais simples, detalha Nunes Neto, são resolvidos na própria viatura e, os mais complexos, encaminhados para o Centro de Especialidades Odontológicas.

“O equipamento √© bem completo, mas quando precisamos, pedimos radiografias e exames complementares no Centro de Especialidades Odontol√≥gicas”, comenta L√≠lian de Oliveira. Segundo ela, boa parte dos casos √© referente a trauma dent√°rio, dor de dente e extra√ß√£o.

Esperando a prótese

Quem tamb√©m passou pela equipe foi Evandro Loureiro de Oliveira, 70. Na terceira consulta com as dentistas do programa, ele se mostrava satisfeito com o servi√ßo prestado. Juliana Oliveira explicou que o paciente seria encaminhado para extra√ß√£o de dentes e, posteriormente, para colocar pr√≥tese. “Trabalhar nesse servi√ßo tem sido uma experi√™ncia enriquecedora”, contou Juliana.

Acesso a todos

Para o secret√°rio de Sa√ļde de Santos, Adriano Catapreta, “esse servi√ßo odontol√≥gico feito diretamente nas ruas muito nos orgulha. Partimos do princ√≠pio que o SUS √© universal e, cabe a n√≥s, da secretaria, dar acesso a todos os servi√ßos aos nossos mun√≠cipes, independentemente da situa√ß√£o em que eles se encontram”.

Foto: Susan Hortas/Divulgação Prefeitura Municipal de Santos