PUBLICIDADE

Da Redação

Mulheres v√≠timas de viol√™ncia bate a marca dos 76% na √°rea da sa√ļde

Hoje √© o Dia Nacional de Luta contra a viol√™ncia √† mulher. De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Seguran√ßa P√ļblica (SSP), no primeiro semestre deste ano, mostra que os casos de feminic√≠dio aumentaram 44% no estado de S√£o Paulo se comparados ao mesmo per√≠odo do ano anterior.
Os dados relacionados a viol√™ncia ainda chocam o pa√≠s.¬†Na sa√ļde, por exemplo, as mulheres foram maioria (76,1%) entre os pacientes v√≠timas de agress√£o atendidos nas unidades p√ļblicas do DF em 2018. A quantidade de mulheres que sofreram viol√™ncia f√≠sica e sexual chegou a 2.172. Para al√©m da vida da v√≠tima, as consequ√™ncias chegam a crian√ßas e adolescentes que vivem em lares onde persiste esse tipo de cen√°rio.
Dados da Secretaria de Seguran√ßa P√ļblica do Distrito Federal mostram que, entre as v√≠timas de 2019, a maioria sofreu viol√™ncia moral ou psicol√≥gica e f√≠sica . Al√©m disso, 26 mulheres foram v√≠timas de feminic√≠dio de janeiro a outubro deste ano.

A Secretaria da Mulher e diversos √≥rg√£os do Governo Federal lan√ßou essa semana o programa Jornada Zero Viol√™ncia Contra Mulheres e Meninas. ¬†A secret√°ria da Mulher e idealizadora do programa, Ericka Filippelli, foi a respons√°vel por apresentar a estrat√©gia. ‚ÄúPrecisamos trilhar uma jornada juntos, para combatermos diariamente todos os tipos de viol√™ncia contra a mulher‚ÄĚ, afirmou. ‚ÄúO Jornada Zero √© um percurso com come√ßo, meio e fim e n√£o aceitaremos nada menos que uma cidade livre de viol√™ncia dom√©stica como nossa meta mobilizadora‚ÄĚ.

Direitos humanos

Nair Souza, do Fundo de Popula√ß√Ķes da Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas (UNFPA), parceiro da Secretaria da Mulher na implementa√ß√£o do programa, disse que a viol√™ncia contra mulheres e meninas √© a viola√ß√£o de direitos humanos mais difundida no mundo, al√©m de ser grave problema de sa√ļde p√ļblica, que ocorre em diversas classes sociais, das mais variadas formas. ‚Äú√Č preciso buscar o fortalecimento das institui√ß√Ķes e servi√ßos do Estado e a falta de informa√ß√£o da popula√ß√£o √© um problema. Estamos juntos do GDF para cumprir o papel de informar e conversar com cada um e cada uma‚ÄĚ, disse a representante da ONU.