PUBLICIDADE

Brasil / Economia

Mentor de negócios traz dicas para quem quer trabalhar fora do País

Ter uma carreira internacional √© o sonho de muitos profissionais brasileiros. Seja a partir de uma transfer√™ncia, ou por vontade pessoal, se planejar √© fundamental, afinal, uma mudan√ßa de pa√≠s envolve n√£o apenas transforma√ß√Ķes no dia a dia de quem est√° indo, mas tamb√©m de sua fam√≠lia. Segundo Andr√© Rezende, mentor de neg√≥cios e carreira, o primeiro passo para fazer a transi√ß√£o e alcan√ßar o objetivo l√° fora, √© ter metas fortes.

“O mais importante, na vida profissional e pessoal, em geral, √© termos metas e objetivos bem definidos e fortes, pois eles ser√£o sempre os motivadores para seguirmos nas decis√Ķes. A partir da√≠, √© necess√°rio montar um planejamento, com expectativas realistas. Se √© necess√°rio aprender um outro idioma, por exemplo, a carreira internacional n√£o pode ser uma meta para daqui a 6 meses, mas talvez para mais adiante”, exemplifica o profissional.

Autor do livro “O caminho da Lideran√ßa”, que narra a sua trajet√≥ria pelo Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, associando-o aos desafios do dia a dia, Andr√© tem vasta experi√™ncia na √°rea de neg√≥cios e administra√ß√£o e tra√ßou tr√™s aspectos fundamentais na hora de planejar a mudan√ßa de carreira para fora do pa√≠s.

Domine o idioma

Na verdade, essa é a primeira regra para quem quer crescer profissionalmente, inclusive no Brasil. Mas é claro que, para morar e trabalhar em outra nação, saber se comunicar bem é fundamental. O idioma que ainda domina a maioria das empresas em qualquer lugar é o inglês, que pode ser falado nos mais diferentes países. Em geral, pessoas que estão em multinacionais por aqui e são transferidas já costumam falar a língua inglesa. Mas quem for sair por conta própria, precisa se preparar bem.

“Para facilitar a adapta√ß√£o em outro pa√≠s, dominar o idioma local √© fundamental. Da√≠, o planejamento: h√° algumas l√≠nguas mais f√°ceis para o brasileiro aprender, como as latinas. Ent√£o, √© poss√≠vel pensar em uma mudan√ßa mais rapidamente para pa√≠ses como M√©xico, Espanha ou It√°lia, por exemplo, do que para o Jap√£o ou China, que tem vocabul√°rios completamente diferentes”, comenta Andr√©.

Certifique-se de que sua profiss√£o possua demanda para uma carreira internacional

A dica aqui √© mais para quem est√° planejando uma mudan√ßa do “zero”, ou seja, sem ser a partir de uma transfer√™ncia dentro de uma companhia. Vale come√ßar a fazer esta busca desde o Brasil e a pergunta a ser feita √©: no local escolhido, h√° demanda profissional para a √°rea desejada? Se sim, buscar vagas por sites especializados, como Linkedin, ou at√© ag√™ncias de emprego pode ser um bom come√ßo. Pensar em vagas em multinacionais que tenham filiais aqui tamb√©m √© uma forma de abrir o caminho para o exterior.

“Entrar em contato com pessoas do destino escolhido e que trabalhem na √°rea pode ser uma ajuda para conhecer um pouco melhor as diferen√ßas culturais no ambiente de trabalho e o tamanho do mercado para aquela profiss√£o. Agora, percebendo que n√£o h√° demanda para a profiss√£o, vale pensar em novos destinos onde aquele trabalho √© buscado”, afirma o especialista.

Fique de olho nas mudanças pessoais

N√£o d√° para descuidar da vida pessoal, j√° que mudar de pa√≠s e cultura ter√£o impactos n√£o s√≥ na vida do profissional, mas em toda a fam√≠lia, caso todo o n√ļcleo decida ir junto. “√Č preciso estar atento, por exemplo, nas diferen√ßas educacionais para os filhos (se houver), j√° que ano letivo √© diferente no Hemisf√©rio Norte, caso o pa√≠s de escolha seja por l√°”.

H√° tamb√©m a diferen√ßa de renda. Segundo o especialista, √© incomum que ambos no casal sejam transferidos com empregos para fora. Ou seja: a renda de um dos c√īnjuges vai ser perdida na mudan√ßa e “raramente” o outro parceiro/parceira vai suprir a diferen√ßa apenas com seus rendimentos. “Se o casal estiver de acordo, isso n√£o √© um problema. A quest√£o √© estar sempre atento √†s altera√ß√Ķes na renda e no estilo de vida para evitar frustra√ß√Ķes que podem, inclusive, desgastar a rela√ß√£o familiar, que j√° estar√° vivendo um momento de mudan√ßas”, comenta Andr√©.