PUBLICIDADE

Cinema

8º Santos Film Fest abre inscrições para filmes de todo o Brasil

Da Redação

O Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos chega à oitava edição de 21 a 29 de junho. Com o tema “Basta!”, o evento está com nscrições gratuitas para filmes de curta e longa duração de qualquer parte do país até o dia 30 de abril. O regulamento está disponível no link https://santosfilmfest.wordpress.com/regulamento/.

Para as mostras competitivas regional Baixada Santista e Nacional (de curtas e longas), os filmes devem ter sido finalizados a partir de 1º de janeiro de 2020 e serem inéditos no Santos Film Fest – no caso da mostra Baixada Santista, precisam ser inéditos na região também.

Para a Mostra Humanidades, de caráter educativo, de cidadania e social, não há exigência de data de finalização. Esta edição será realizada com atividades presenciais e virtuais. Após o período de inscrições, um júri especializado formado por profissionais do audiovisual, entre cineastas, atores, professores, fará a seleção.

Entre os espaços que receberão atividades estão o Cine Roxy, tradicional cinema de rua com 88 anos de existência, o Cine Arte Posto 4 (cinema público), Cinemateca de Santos, Sesc Santos, Associação Tia Egle, escolas públicas como a ETEC Aristóteles Ferreira, Open House Idiomas, entre outros. Toda a programação será gratuita.

“Queremos dizer basta ao ódio, à intolerância, ao preconceito e à violência que têm crescido no país. E entendemos que a cultura e, consequentemente, a arte, são fundamentais neste processo de construirmos um país mais justo, inclusivo, que melhore socialmente, economicamente”, explica o idealizador e diretor geral do SFF André Azenha.

“O Brasil é um país de muitas culturas, maneiras de viver, existir, pensar e, com o festival, temos tentado ser um retrato, no sentido audiovisual, dessa pluralidade. E por tudo isso também buscamos atingir de crianças a adultos e entendemos o cinema como algo que deve ser valorizado em todos os seus gêneros”, ressalta a diretora de produção Paula Azenha.

Programação e homenagens

A abertura da oitava edição está prevista para acontecer no Cine Roxy 5. Na ocasião, acontecerão as homenagens à professora Marcia Okida, coordenadora do curso de Multimídia da Unisanta, o primeiro a lidar com audiovisual no âmbito acadêmico em Santos e artista de destaque em diversos projetos culturais, e ao cineasta Wagner de Assis, diretor de longas de sucesso como Kardec, Nosso Lar, entre outros.

Em seguida, haverá a avant-première de Sexcore: A História do Carnal Desire, documentário em longa-metragem dirigido pelo santista Rodiney Assunção. No final da década de 1980, nascia uma banda que marcaria o rock santista pela irreverência, bom humor e som pesado. Inspirado em bandas como S.O.D., o policial militar Tarso Wierdak criou o Carnal Desire. Desse momento em diante, o hardcore santista ganhava uma nova vertente: o sexcore! E o sonho levou a banda até o cobiçado Programa do Jô, na Rede Globo, duas vezes, a ter videoclipe na MTV, etc.

20 anos de Cidade de Deus e 50 anos de O Poderoso Chefão

A oitava edição do SFF prestará homenagens aos 50 anos de O Poderoso Chefão e Cidade de Deus, dois filmes seminais da história e que dialogam, em especial a influência do primeiro sobre o segundo e como romperam padrões estéticos e de conteúdo. A exposição 20×50 reunirá pinturas que serão selecionadas pela professora Marcia Okida. Todas as peças artísticas deverão conter algo em comum dos dois filmes.

Já o roteirista Bráulio Mantovani, de Cidade de Deus e muitos outros filmes de destaque do cinema nacional como os dois Tropa de Elite, O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, etc, participará de bate-papo em 23 de junho, uma quinta-feira, de forma virtual. Também estão programadas exibição presenciais de Cidade de Deus e da trilogia O Poderoso Chefão.

Livro, mais exposições, atividades formativas, programações para adolescentes e crianças

O festival terá uma programação voltada ao público adolescente na ETEC Aristóteles Ferreira, que recebe jovens das nove cidades da Baixada Santista e tem auditório de 230 lugares. Parte da plateia será reservada aos estudantes e parte ao público em geral. Trata-se de uma vontade de retomar a programação cultural em escolas estaduais, que décadas atrás foi muito forte em Santos. As sessões serão seguidas de bate-papos com os diretores dos filmes.

Há atividades ligadas à cultura geek, e dessa vez será com a exposição Feliz Aniversário: Filmes que Marcaram a Cultura Pop no Século XXI, com desenhos do quadrinista Denis Dym Freitas e de seus alunos retratando os vinte anos de Harry Potter, os vinte anos de Homem-Aranha e os dez anos de Vingadores.

Acontecerão palestra com o crítico Waldemar Lopes, workshops de filmes pelo celular com o cineasta Rodiney Assunção, workshop de roteiro para filmes LGBTQIA+ com Lufe Steffen, além de bate-papos virtuais com os cineastas dos filmes selecionados.

O jornalista e crítico Marcelo Reis lançará o livro Memórias de um Louco… Por Cinema, coletânea de crônicas que reúnem memórias afetivas de um cinéfilo sobre filmes que marcaram sua vida. A obra integra a Coleção Santos Film Fest.

Já os filmes da mostra de animação, com temática infantil, serão exibidos em espaços como a Associação Tia Egle, na Zona Noroeste, e na escola Olga Curi. Também serão exibidos curtas em animação da Turma da Mônica – Cine Gibi. Nestes locais haverá distribuição gratuita de pipoca.