PUBLICIDADE

Cinema

Documentário e bate-papo ao vivo discutem a obra de Hector Babenco

Da Redação

A Mostra Babenco chega ao fim neste fim de semana. Para encerrar a programação, o ‘Bate-Papo de Cinema Pontos MIS’ exibe e discute ‘Babenco – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: parou’, disponível no canal do Museu da Imagem e do Som (MIS) a partir desta sexta-feira (28). Para garantir seu lugar na sessão basta se inscrever através do link https://forms.gle/A8f3z3b5QZpmDs8K6.

No sábado (29), às 18h, ocorre o bate-papo ao vivo, aberto ao público e com tradução simultânea em Libras, com a presença de Bárbara Paz (atriz, diretora e produtora) e mediação de Giuliana Monteiro (roteirista, diretora e mestre pela NYU, Tisch School of the Arts) e Vanise Carneiro (atriz, diretora, educadora e preparadora de elenco).

Filme

O documentário ‘Babenco – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: parou’ surgiu quando o cineasta Hector Babenco, ao perceber que não lhe restava muito tempo de vida, disse a Bárbara Paz: “Eu já vivi minha morte, agora só falta fazer um filme sobre ela”.

E é sob a imersão amorosa da então companheira que Babenco se desnuda, consciente, em situações íntimas e dolorosas. Não só revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e fragilidade física.

Babenco é tido como um cineasta que viveu e morreu realizando o que fazia sua vida ter algum sentido: a sétima arte. O documentário revela como o seu amor pelo cinema o manteve vivo por tantos anos.