PUBLICIDADE

Regi√£o / Cotidiano

Prefeitos da Baixada pedem apoio do governo de SP para conter acesso de turistas

Da Redação

Os prefeitos da Baixada Santista solicitaram apoio imediato do governo de São Paulo para poder conter o acesso de turistas à Baixada Santista, após a reclassificação do Plano São Paulo que colocou todo Estado na Fase Vermelha a partir de sábado (6).

A reunião do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb) ocorreu naa quarta-feira (3) por videoconferência.

Ofício enviado pelo Condesb ao governo estadual solicita a proibição da realização da Operação Descida do Sistema Anchieta-Imigrantes, a implantação de barreiras sanitárias no Sistema Anchieta-Imigrantes, na Rodovia Mogi-Bertioga e na Régis Bittencourt (BR-116) e a ampliação do efetivo da Polícia Militar, similar a Operação Verão, para restringir o uso e garantir a fiscalização das praias.

Leitos
Segundo o presidente do Condesb e prefeito de Santos, Rog√©rio Santos, a Baixada Santista fez o seu dever abrindo leitos e implantando estrutura para atender os pacientes com Covid-19. “Foi um grande esfor√ßo para estarmos classificados na fase amarela. N√£o podemos correr o risco de que a situa√ß√£o se agrave e tenhamos um colapso na nossa rede hospitalar”.

Ele tamb√©m lembrou que as a√ß√Ķes do Estado s√£o fundamentais para garantir as medidas restritivas da fase vermelha. “S√£o mais de 150 quil√īmetros de praias e muitos im√≥veis vazios de veraneio na Baixada Santista. Al√©m disso, n√£o podemos realizar bloqueios municipais nas vias estaduais. As pra√ßas de ped√°gio s√£o estruturas ideais para realizar as barreiras e desencorajar e orientar os usu√°rios”.

Vacina
Outra reivindicação do Condesb ao Estado é a regularização das doses de vacina distribuídas para a Baixada Santista, para que se possa imunizar a demanda reprimida na região e garantir o cumprimento do Plano Estadual de Imunização.

Foto da capa: Divulgação/Ecovias