PUBLICIDADE

Região / Polícia

Polícia prende homem com carga roubada de bebidas em Guarujá

Da Redação

Policiais da 1¬ļ Delegacia de Investiga√ß√Ķes Gerais da DEIC recuperaram, na tarde desta quinta-feira (7), uma carga de bebidas furtada no √ļltimo dia 31 de dezembro de 2020, quando estava sendo transportada, no bairro Jardim Virginia, em¬† Guaruj√°. O preju√≠zo calculado era de quase R$ 12 mil.

A equipe de Setor de Roubos de Carga foi acionada e iniciou-se imediatamente a investiga√ß√£o. Ao entrevistarem o motorista do caminh√£o (35 anos), os policiais evidenciaram algumas incongru√™ncias no seu relato e passaram a realizar intensas investiga√ß√Ķes de campo, e assim sendo identificaram o pr√≥prio motorista como autor do furto, que acabou confessando a subtra√ß√£o da carga e a sua venda em estabelecimentos comerciais da cidade.

Os investigadores continuaram as diligências, quando foi possível apurar os estabelecimentos comerciais que receptaram as bebidas alcoólicas e não alcoólicas integrantes da carga furtada.
Dirigiram-se aos endereços e prenderam em flagrante um homem de 47 anos, proprietário de um comércio, situado no bairro Jardim Virgínia, após os policiais terem localizado no imóvel 108 pacotes com 12 unidades de bebidas cada um, relativos à carga furtada.

Após, dirigiram-se ao outro estabelecimento, dessa vez no bairro Jardim Julia, e lá foram localizadas mais 42 unidades da bebida furtada, prendendo em flagrante o responsável, um homem de 39 anos. Ambos assumiram terem comprado os produtos do referido motorista, sem nota fiscal, porém afirmaram desconhecer a origem ilícita.

Uma mulher de 57 anos, proprietária de um quiosque no bairro Jardim Praiano, também está sendo investigada pelo crime de receptação, haja vista os policiais terem encontrado no local 19 engradados de cervejas com garrafas vazias.

A parte da carga recuperada foi apreendida e entregue ao representante da empresa v√≠tima. O motorista, por sua vez, foi formalmente indiciado pelo crime de Furto qualificado, e dilig√™ncias no sentido de coibir tais crimes contra o patrim√īnio prosseguem.