PUBLICIDADE

Região / Polícia

Suspeito de participar da morte de GCM de Praia Grande é preso em SP

A pris√£o aconteceu na noite do √ļltimo s√°bado (16), no bairro Pinheiros. A GCM foi morta em 3 de mar√ßo, na Avenida dos Bandeirantes, na Vila Ol√≠mpia.¬†

 

 

Foto: Reprodução / Polícia Militar (PM)

Da redação

Um homem, de 18 anos, suspeito de participar da morte¬†de uma agente da Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande, no √ļltimo dia 3 de mar√ßo, foi preso na noite do √ļltimo s√°bado (16). A v√≠tima, Valcleide de Queiroz, de 56, conduzia uma moto quando foi abordada por dois criminosos, na Avenida dos Bandeirantes, na Vila Ol√≠mpia. Ela foi baleada na cabe√ßa.¬†

De acordo com a Secretaria de Seguran√ßa P√ļblica de S√£o Paulo (SSP), um policial de folga avistou dois criminosos roubando uma moto, na Rua Hungria, no bairro Pinheiros, e tentou impedir o crime. Por√©m, os dois conseguiram fugir, cada um em uma moto.

Com isso, o propriet√°rio do ve√≠culo roubado passou a rastrear a moto e acionou a PM, que encontrou a motocicleta na ¬†Avenida S√£o Gualter, sentido Marginal. Assim que os agentes se aproximaram, o indiv√≠duo n√£o obedeceu a ordem de parada e fugiu. No entanto, durante a persegui√ß√£o, ele perdeu o controle da moto e caiu, na Rua Luiz Seraphico J√ļnior. O comparsa dele conseguiu fugir.

Na abordagem, o suspeito confessou que roubou a moto. Durante consulta no sistema da PM, os agentes descobriram que o bandido e o veículo estão envolvidos na morte da GCM. Quando perguntado sobre, o homem admitiu a participação no crime.

Com isso, ele foi preso e a motocicleta apreendida. O indiv√≠duo foi conduzido ao 96¬ļ Distrito Policial, onde permanece √† disposi√ß√£o da Justi√ßa.¬† A outra motocicleta, que havia sido roubada naquela noite, foi restitu√≠da ao dono.

GCM morta enquanto voltava para o Litoral

Valcleide de Queiroz voltava para Praia Grande, onde atuava há 23 anos como GCM. O caso ocorreu na Avenida dos Bandeirantes, na Vila Olímpia, por volta de 18h. 

A vítima conduzia uma moto quando foi abordada por dois criminosos, que estavam em outra motocicleta. Houve troca de tiros e a mulher foi atingida na cabeça. Ela chegou a ser levada para um hospital, pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos. 

O velório de Valcleide de Queiroz aconteceu em Cubatão.