PUBLICIDADE

Região / Saúde

São Vicente promove a Semana da luta Antimanicomial

Da Redação

Começou nesta segunda-feira (16) em São Vicente a Semana da luta Antimanicomial. De acordo com a Secretaria de Saúde (Sesau) diversos eventos e ações serão feitas para o auxílio à pessoas que vivem  o tratamento psicossocial até a sexta-feira (20).

A administração informa que as atividades são exclusivas para usuários da Rede Especializada de Atenção Psicossocial e familiares dos pacientes. A programação inclui roda de conversa; oficina de expressão plástica e de mandalas, exposição de produtos confeccionados por pacientes, entre outras atividades.

Mas na sexta, as atividades serão abertas para todo o público.

Confira os horários e locais da programação:

Sexta-feira (20):
Área Continental – das 9h às 12h, na Praça dos Ambientalistas ou Ginásio Poliesportivo Dr.Luiz Gonzaga de Oliveira Gomes (se chover).

Área Insular – das 14h30 às 17h , na Praça 22 de Janeiro.

Nestas datas e locais, o público poderá conferir a exposição de obras confeccionadas nas oficinas ao longo da semana nos CAPS. Além disso, a caixa interativa com frases produzidas pelos usuários dos serviços e população participante.

Haverá também uma roda de conversa temática com o tema “Porque e quando procurar um psicólogo ou psiquiatra”, com estudantes do curso de Psicologia da Universidade São Judas – Campus Unimonte.

Outras atrações estão previstas, como dança circular; aula de apresentação de Jiu-Jitsu, realizada pelo Instituto Adesaf, e aula de Prática Corporal.

Na segunda e sexta-feira, às 10 horas, haverá uma oficina de Lian Gong, promovida pela Coordenação de Saúde Mental, no CAPS II Jardim Rio Branco (Rua Doutor Donald Alexandre Kealman), que utilizará o espaço do Clube dos Motoqueiros, que fica ao lado do CAPS.

No dia 18, às 14h, uma sessão de autógrafos do livro “Teoria dos Ruídos Organizados”, mímica sonora de Edgar Henrique Siqueira, será realizada no CAPS III MATER, na Rua Padre Anchieta, 211, no Centro.

Entenda o dia da Luta Antimanicomial

marcada pelo encontro realizado em 18 de maio de 1987, de grupos favoráveis a políticas antimanicomiais, onde surgiu a proposta de reforma do sistema psiquiátrico brasileiro. Pela importância do encontro, a data de 18 de maio tornou-se o Dia da Luta Antimanicomial.

Esta semana lembra tamb̩m a garantia dos direitos dos pacientes portadores de doen̤as mentais, conforme a Portaria n 10216/2001, que disp̵e sobre a prote̤̣o dos direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em sa̼de mental РCuidado em Liberdade.

Foto: Divulgação Governo Federal