PUBLICIDADE

Santos / Esporte

Robinho nega estupro e diz que único erro foi traição à esposa

Da Redação

Robinho resolveu se defender da acusação de estupro de uma jovem albanesa em Milão, em 2014, que já lhe rendeu uma condenação em primeira instância. Em entrevista ao jornalista Benjamin Back, do Fox Sports, na noite deste sábado (17), o jogador reafirmou que não tem culpa alguma no caso. Para ele, seu único erro foi ter traído a esposa, Vivian, com quem é casado desde 2009, num ato sexual, segundo ele consentido, com a garota.

“Foi muito difícil. Minha esposa queria terminar o relacionamento. Já tínhamos dois filhos. Mas ela me perdoou. E por causa do que ela fez, eu me aproximei de Deus, eu me converti. Foi um momento muito difícil, péssimo, da minha vida pessoal. Mas superamos e hoje estou mais perto de Deus por causa disso. Quando chegou a notificação sobre o processo, foi muito difícil, eu chorei muito, mas contei a verdade para minha esposa”, acrescentou Robinho.

O jogador, que teve seu contrato com o Santos suspenso na última sexta-feira (16), se esquivou de perguntas diretas sobre o processo que corre na Itália, cujo julgamento em segunda instância deve ser iniciado em dezembro. Alegou, em vários momentos, que gostaria de falar, mas não pode, por conta do “segredo de Justiça”.

Ele disse que recebeu mensagens de apoio de Neymar, que teria se oferecido para ajudar e apoiar o ex-companheiro de Santos. “Ele se disponibilizou a ajudar, apoiar. Isso é para ver que não é só comigo, acontece com outros”, completou. O jogador do PSG foi acusado de estupro por uma garota no ano passado, mas o caso não seguiu adiante.

Novos diálogos

O programa Esporte Espetacular, da TV Globo, trouxe neste domingo (18) novas trnscrições de áudio que estão no processo contra Robinho. Em uma delas, do músico Jairo Chaves (dono do camarim onde teria ocorrido a incursão sexual do jogador e seus amigos contra a jovem) com uma amiga, ele cita a palavra “estupro” nominalmente. “Isto não é uma coisa, chama-se estupro. O que aconteceu se chama estupro”, disse.

Em outro áudio, a vítima teria entrado em contato com Ricardo Falco, amigo de Robinho, questionando o ocorrido. “Acho que vou falar com um advogado. Eles se aproveitaram de mim e você sabe disso! Eu não estava definitivamente consciente e nem sei como entrei naquele camarim”.