PUBLICIDADE

Santos / Porto

Antaq faz audiência sobre licitação de terminal do Porto de Santos

Da Agência Brasil

A Ag√™ncia Nacional de Transportes Aquavi√°rios (Antaq) realizou hoje (19) a audi√™ncia p√ļblica para o processo de licita√ß√£o do terminal STS10, na margem direita do Porto de Santos, no litoral paulista. Al√©m da apresenta√ß√£o do modelo proposto pela Empresa de Planejamento e Log√≠stica (EPL), foi aberto espa√ßo para receber contribui√ß√Ķes da sociedade para aperfei√ßoamento do processo.

O contrato tem prazo de 25 anos, prorrogáveis até o máximo de 70 anos. A área atual do terminal é de 423 mil metros quadrados. Mas a previsão é que após investimentos de expansão, que devem avançar sobre a água, o terminal chegue a ter mais de 600 mil metros quadrados.

Os investimentos, estimados em R$ 3,28 bilh√Ķes, incluem a constru√ß√£o de um cais de atraca√ß√£o de 1,2 quil√īmetro, dragagem das √°reas de atraca√ß√£o e aquisi√ß√£o de equipamentos. A amplia√ß√£o deve aumentar a capacidade de movimenta√ß√£o de 330 mil TEUs para 2,3 milh√Ķes de TEUs de carga a partir de 2028. Cada TEU corresponde a carga que um cont√™iner mar√≠timo padr√£o √© capaz de transportar.

A previs√£o √© que o longo do contrato, o novo administrador do terminal obtenha R$ 27,8 bilh√Ķes em receitas. A licita√ß√£o deve ser baseada no maior valor de outorga, ou seja, vence quem oferecer o maior valor inicial. H√° ainda um valor que deve pago como arrendamento mensal, que tem uma parte fixa, estimada em R$ 6,2 milh√Ķes, e outra que varia de acordo com a movimenta√ß√£o do terminal de R$ 54,55 por cont√™iner.

A licita√ß√£o permanece em consulta p√ļblica at√© quinta-feira (21), recebendo contribui√ß√Ķes pela p√°gina da Antaq.

Foto: Alberto Ruy/MInfra/Arquivo