PUBLICIDADE

Santos / Trânsito

Santos reinaugura ‘minicidade’ educativa e anuncia criação da Escola Pública de Trânsito

O equipamento fica na Praça Belmiro Ribeiro, na Vila Mathias. A a minicidade vai trabalhar o público de 8 a 10 anos.

Foto: Isabela Carrari / Prefeitura de Santos

Da redação

A Prefeitura de Santos reinaugurou a Minicidade do Trânsito, espaço educativo para trabalhar com crianças os princípios básicos sobre segurança viária. Instalado na Praça Belmiro Ribeiro, na Vila Mathias, o equipamento retorna também como embrião de uma proposta ainda mais ampla: a criação da Escola Pública de Santos.

A novidade foi anunciada durante a reabertura do espaço e contou com a presença do prefeito Rogério Santos, que ressaltou a importância da minicidade para Santos, onde se trabalha a educação associada à cidadania. “Neste local se cria um processo de educação de forma divertida. E essas crianças também cumprem um papel relevante para a orientação dos pais”, destacou.

Já o presidente da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos), Antonio Carlos Silva Gonçalves, enfatizou que é pela educação que se pode modificar a situação do trânsito. Por isso, explicou ele, a minicidade vai trabalhar o público de 8 a 10 anos, que são as crianças que já começam a ir sozinhas para a escola, inclusive de bicicleta, entendem o semáforo e sabem que devem atravessar a rua pela faixa de pedestres.

“Esse novo conceito da Minicidade do Trânsito marca também o início do projeto da Escola Pública de Trânsito, que será lançada no final do ano. Terá ensino a distância (EAD) para todas as escolas que quiserem aderir e atenderá estudantes de sete a 15 anos. A cada ano, sempre com matéria diferente e novas informações. E ao final do ciclo, acreditamos que teremos pessoas interagindo com o trânsito de forma diferenciada, sabendo respeitar a própria vida e a de terceiros”.

Agendamento aberto 

A Minicidade do Trânsito  reproduz a sinalização de trânsito existente no sistema viário urbano, com semáforos (para veículos, pedestres e ciclistas), faixas de travessia para pedestres e outras demarcações de solo, placas, botoeiras, painéis de mensagem sobre o respeito à vida, além de uma ciclovia.

As aulas no equipamento serão diárias (de manhã e à tarde) – exceto em dias de chuva – e voltadas, preferencialmente, para as classes de 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas e particulares da Cidade. O agendamento está aberto e pode ser feito pelo e-mail gced@cetsantos.com.br.

Em cerca de duas horas, os estudantes recebem, inicialmente, informações básicas sobre segurança no trânsito e partem para as atividades práticas: conduzidos em minibuggies fazem o circuito pelas “vias” do local, também circulam a pé e, ainda, em bicicleta dão a volta pela ciclovia.

Tudo sempre com a orienta̤̣o de monitores do Programa de Educa̤̣o para o Tr̢nsito da Companhia, que refor̤am os cuidados que todos devem ter no tr̢nsito, independentemente da condi̤̣o em que estiver Рcondutor, pedestre ou ciclista. Ao final da programa̤̣o, os alunos levam consigo o certificado de Crian̤a Amiga do Tr̢nsito, al̩m de material da Campanha Faixa Viva.

Base 

Nesta primeira semana, a Minicidade do Trânsito está recebendo como convidados crianças da pré-escola da UME Eunice Caldas. Encantados com o que parecia uma simples diversão, Manuela e Pedro, 6 e 5 anos, respectivamente, diziam ter aprendido “muita coisa” e já comentavam. “Adulto tem que segurar a criança pelo pulso para andar na rua”, disse ele, enquanto ela lembrava que “o motorista não pode nunca passar no sinal vermelho”.

A secretária municipal de Educação, Cristina Barletta, comentou sobre a importância do espaço educativo. “A educação é a base para tudo. Aprendendo os princípios básicos de segurança, as crianças podem socializar as informações com os adultos e assim podemos ter um trânsito mais seguro e responsável”.

Melhorias 

Antes da CET implantar a sinalização viária no equipamento, a Praça Belmiro Ribeiro recebeu uma série de melhorias de infraestrutura. Houve a troca de pavimento asfáltico, passeios interno e externo, além de substituição dos gradis.

O local ainda ganhou pintura paisagística, lavagem dos gradis e ampliação do playground. Os serviços de revitalização foram realizados pela Prefeitura Regional do Centro Histórico, unidade da Secretaria das Prefeituras Regionais (Sepref).