PUBLICIDADE

Brasil / Política

STF divulga resultados dos exames de Jair Bolsonaro para a Covid-19

O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou os exames de¬†Covid-19¬†feitos pelo presidente¬†Jair Bolsonaro. Dois dos exames foram feitos em um laborat√≥rio do Hospital das For√ßas Armadas, com os pseud√īnimos de Airton Guedes e Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz, e um na Funda√ß√£o Oswaldo Cruz, com o codinome ‚ÄúPaciente 05‚ÄĚ, todos apontando que o presidente n√£o contraiu o novo coronav√≠rus. Os documentos referentes ao paciente, como RG e CPF, e a data de nascimento, no entanto, s√£o mesmo de Jair Bolsonaro.

‚ÄúPara a realiza√ß√£o dos exames foram utilizados no cadastro junto ao laborat√≥rio conveniado Sabin os nomes fict√≠cios Airton Guedes e Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz, sendo preservados todos dados pessoais de registro civil junto aos √≥rg√£os oficiais, (Identidade; CPF, material coletado para exame por equipe de sa√ļde do Hospital das For√ßas Armadas), para fins de comprova√ß√£o da sua veracidade‚ÄĚ, anotou o general de divis√£o Rui Yutaka Matsuda, comandante log√≠stico do HFA.

O primeiro exame feito por Bolsonaro, do tipo PT-PCR, sob o pseud√īnimo Airton Guedes, foi coletado no laborat√≥rio Sabin do Hospital das For√ßas Armadas, em 12 de mar√ßo, um dia depois de o presidente ter voltado de viagem aos Estados Unidos, onde ao menos 24 pessoas de sua comitiva foram infectadas pelo v√≠rus.

Est√£o entre elas os ministros Augusto Heleno, do Gabinete de Seguran√ßa Institucional, e Bento Albuquerque, de Minas e Energia, o chefe da Secretaria de Comunica√ß√£o da Presid√™ncia, F√°bio Wajngarten, a tesoureira da Alian√ßa pelo Brasil, Karina Kufa, e o marqueteiro do partido, S√©rgio Lima, e o assessor especial da Presid√™ncia Filipe Martins. O resultado de ‚Äún√£o detectado‚ÄĚ do presidente saiu no dia 13 de mar√ßo.

 

O segundo exame, do mesmo tipo, no mesmo laboratório, com o nome de Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz, foi coletado no início da tarde de 17 de março e teve a conclusão no mesmo dia, também negativa para Covid-19.

Ainda foi feito um terceiro, no Laboratório de Vírus Respiratórios e Sarampo da FioCruz, no Rio de Janeiro, em 18 de março, cujo resultado negativo saiu no dia seguinte.

A decis√£o de dar publicidade aos exames do presidente foi determinada pelo ministro do STF Ricardo Lewandowski, relator de uma reclama√ß√£o ao Supremo feita pelo jornal¬†O Estado de S. Paulo, que pedia acesso aos documentos, entregues pela AGU ao tribunal nesta ter√ßa-feira. ‚ÄúDetermino a juntada aos autos eletr√īnicos de todos os laudos e documentos entregues pela Uni√£o em meu Gabinete, aos quais se dar√° ampla publicidade. Intime-se a reclamante para que tome conhecimento do teor desta decis√£o e de todos os seus anexos‚ÄĚ, decidiu Lewandowski.

O entendimento do ministro do STF veio depois de o jornal ter obtido o direito de ter acesso aos exames em decis√Ķes de primeira e segunda inst√Ęncias, derrubadas por uma decis√£o do ministro Jo√£o Ot√°vio Noronha, do Superior Tribunal de Justi√ßa (STJ). Ao contr√°rio de outras autoridades mundiais, como o presidente americano, Donald Trump, e governadores brasileiros, Bolsonaro vinha se negando a divulgar os exames sob a alega√ß√£o de que seriam sigilosos.

Fonte: Veja Brasil