PUBLICIDADE

Brasil / Política

Governo substitui ministros que pretendem se candidatar nas elei√ß√Ķes

Da Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro publicou, no Di√°rio Oficial da Uni√£o desta quinta-feira (31) uma s√©rie de decretos que exoneram, a pedido, ministros e secret√°rios, abrindo, a eles a possibilidade de se candidatarem a cargos p√ļblicos nas pr√≥ximas elei√ß√Ķes.

No Minist√©rio da Ci√™ncia, Tecnologia e Inova√ß√Ķes, foi exonerado do cargo o ministro Marcos C√©sar Pontes. Em seu lugar, foi nomeado Paulo C√©sar Rezende Alvim. Rog√©rio Marinho deixa o Minist√©rio do Desenvolvimento Regional, pasta que ter√° √† frente Daniel de Oliveira Duarte Ferreira.

O Ministério da Cidadania ficará a cargo de Ronaldo Vieira Bento, que assume o cargo no lugar de João Roma. Damares Alves deixa o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, que terá, a partir de agora, como ministra Cristiane Rodrigues Britto.

No Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a ministra Tereza Cristina dá lugar a Marcos Montes Cordeiro, e no Ministério do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni foi substituído por José Carlos Oliveira. No Ministério da Infraestrutura, sai Tarcísio Gomes de Freitas e entra em seu lugar Marcelo Sampaio.

O Ministério do Turismo será comandado por Carlos Alberto Gomes de Brito, que substitui Gilson Machado. Vinculada à pasta, a Secretaria Especial da Cultura também tem alteração, com a saída do secretário Mário Frias, substituído por Hélio Ferraz de Oliveira.

Foram publicados tamb√©m decretos alterando as chefias da Secretaria de Governo, pasta at√© ent√£o ocupada por Fl√°via Carolina P√©res (Fl√°via Arruda), que d√° lugar a C√©lio Faria J√ļnior; e da Ag√™ncia Brasileira de Intelig√™ncia (Abin), com a exonera√ß√£o do diretor-geral Alexandre Ramagem Rodrigues.

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil