PUBLICIDADE

Estado / S√£o Paulo

COVID-19 mobiliza mais de 140 pesquisadores apoiados pela Fapesp

Mais de 140 pesquisadores das universidades de São Paulo (USP), Estadual de Campinas (Unicamp), Estadual Paulista (Unesp) e Federal de São Paulo (Unifesp) ampliaram o escopo de projetos (Auxílios à Pesquisa e Bolsas) apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) para incluir estudos ou iniciativas direcionadas ao estudo da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2).

A lista com os nomes dos pesquisadores e dos projetos est√°¬†dispon√≠vel em¬†www.fapesp.br/14111. At√© o dia 20 de abril, 16 desses pesquisadores j√° tinham aprovadas solicita√ß√Ķes de suplementa√ß√£o para aux√≠lios da Fapesp nas modalidades Tem√°tico, Jovem Pesquisador, Centros de Pesquisa, Inova√ß√£o e Difus√£o (CEPIDs) e Centros de Pesquisa em Engenharia (CPEs) para o desenvolvimento r√°pido de estudos sobre a pandemia.

Para mais informa√ß√Ķes sobre os projetos aprovados no √Ęmbito do¬†edital, o interessado pode acessar o endere√ßo eletr√īnico¬†www.fapesp.br/14140.

Força-tarefa

A força-tarefa da USP envolve mais de 80 pesquisadores. Os projetos de pesquisa se concentram no Instituto de Ciências Biomédicas (ICB), no Instituto de Biociências (IB), nas faculdades de Medicina de São Paulo e de Ribeirão Preto e no Hospital das Clínicas, em São Paulo.

Mas as iniciativas envolvem tamb√©m a contribui√ß√£o de cientistas de outras 22 faculdades ou institutos de pesquisa como, por exemplo, os de F√≠sica, de Ci√™ncias Matem√°ticas e da Computa√ß√£o, ou das faculdades de Engenharia de Lorena e de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, por meio de an√°lises computacionais de alto desempenho, insumos para a fabrica√ß√£o de equipamentos de prote√ß√£o individual (EPIs) ou mesmo por meio de interc√Ęmbio de equipamentos de pesquisa.

Para mais informa√ß√Ķes sobre as iniciativas das diversas unidades da USP no combate √† COVID-19, o internauta deve acessar o site:¬†https://prp.usp.br/usp-e-covid-19/.

Vinte e dois pesquisadores de sete institutos e centros de pesquisa integram a for√ßa-tarefa da Unicamp. Concentrando-se, principalmente, nos institutos de Biologia e de Qu√≠mica, e na Faculdade de Engenharia Qu√≠mica, eles desenvolvem pesquisas nas √°reas de diagn√≥stico da enfermidade, modelagem e epidemiologia, engenharia biom√©dica e tecnologias de combate √† doen√ßa. Para mais informa√ß√Ķes sobre as iniciativas da Unicamp contra a COVID-19, acesse¬†https://covid.ic.unicamp.br/.

Pesquisas

Os doze pesquisadores da Unesp com investiga√ß√Ķes voltadas ao combate da enfermidade est√£o distribu√≠dos em seis faculdades e institutos de pesquisa em todo o Estado de S√£o Paulo. Mais informa√ß√Ķes podem ser obtidas na p√°gina da Unesp, no endere√ßo¬†https://www2.unesp.br/portal#!/covid19.

Na Unifesp, as investiga√ß√Ķes envolvem 25 pesquisadores, a maioria da Escola Paulista de Medicina. Para mais informa√ß√Ķes, acesse a p√°gina da Central de Informa√ß√Ķes da Unifesp sobre a COVID-19:¬†www.unifesp.br/coronavirus.

Para ter acesso √†s pesquisas voltadas ao combate da¬†enfermidade apoiadas pela Fapesp e publicadas na Ag√™ncia Fapesp, basta acessar o endere√ßo eletr√īnico¬†http://agencia.fapesp.br/corona.