PUBLICIDADE

Brasil / Cotidiano

Covid-19: AstraZeneca informa Brasil que suspendeu testes de vacina

O Minist√©rio da Sa√ļde e a Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) foram informados pela AstraZeneca Plc da suspens√£o dos testes globais de candidata a vacina contra covid-19 da empresa, disseram as assessorias de imprensa da pasta e do √≥rg√£o regulador em notas divulgadas na noite desta ter√ßa-feira (8).

“O laborat√≥rio AstraZeneca anunciou a paralisa√ß√£o do seu estudo global para vacina covid-19. A decis√£o foi do pr√≥prio laborat√≥rio, que comunicou os pa√≠ses participantes sobre sua decis√£o”, disse a ag√™ncia, primeira a se manifestar no Brasil. “A Anvisa j√° recebeu a mensagem de suspens√£o enviada pelo laborat√≥rio, j√° que o Brasil √© um dos pa√≠ses do mundo que participa do estudo global”.

A ag√™ncia informou ainda que aguarda o envio de mais informa√ß√Ķes sobre os motivos da suspens√£o para analisar os dados e se pronunciar oficialmente.

Segundo o site de not√≠cias de sa√ļde Stat News, a suspens√£o global pela AstraZeneca se deu ap√≥s uma suspeita de rea√ß√£o adversa s√©ria em um participante do estudo.

Em nota, o Minist√©rio da Sa√ļde disse que a suspens√£o tempor√°ria do estudo tem regras definidas em protocolo e baseadas em padr√£o internacional.

“Trata-se de procedimento padr√£o de avalia√ß√£o de seguran√ßa durante a realiza√ß√£o de estudos cl√≠nicos para investigar a causalidade, ou seja, a rela√ß√£o entre o evento adverso e a administra√ß√£o da vacina”, disse, ao citar que √≥rg√£os regulat√≥rios j√° haviam sido notificados pelo patrocinador do estudo.

A pasta informou ainda que a pausa nos testes significa que n√£o haver√° inclus√£o, neste momento, de novos participantes. “O Minist√©rio da Sa√ļde foi notificado por e-mail nesta data, pela AstraZeneca, e refor√ßa o compromisso em garantir uma vacina segura e eficaz em quantidade para a popula√ß√£o brasileira”, concluiu.

A vacina desenvolvida pela AstraZeneca, em parceira com a Universidade de Oxford, do Reino Unido, é tida pelo governo brasileiro como uma das principais apostas para a imunização contra a covid-19 no país.

Tamb√©m em nota, a Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz), entidade do Minist√©rio da Sa√ļde respons√°vel pela produ√ß√£o da vacina no pa√≠s, diz que foi informada pela AstraZeneca da “suspens√£o dos testes cl√≠nicos em fase 3 e vai acompanhar os resultados das investiga√ß√Ķes sobre poss√≠vel associa√ß√£o de efeito registrado com a vacina para se pronunciar oficialmente”.

O governo brasileiro, por meio do Minist√©rio da Sa√ļde e da Fiocruz, assinou um memorando de entendimento com a AstraZeneca que prev√™ a compra de 30 milh√Ķes de doses da vacina, com entrega em dezembro deste ano e janeiro do ano que vem, e a possibilidade de aquisi√ß√£o de mais 70 milh√Ķes se a vacina tiver efic√°cia e seguran√ßa comprovadas.

Além disso, o acordo inicial prevê a transferência da tecnologia desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca para produção local na Fiocruz, com previsão do ministério de início ainda no primeiro semestre de 2021.

Antes do an√ļncio de suspens√£o dos testes pelo laborat√≥rio, em reuni√£o ministerial pela manh√£, o ministro interino da Sa√ļde, general Eduardo Pazuello, chegou a dizer que a expectativa do governo √© poder iniciar a vacina√ß√£o “de todo mundo” j√° em janeiro do ano que vem. Pazuello n√£o citou nominalmente a AstraZeneca.

“A gente est√° fazendo os contratos com quem fabrica a vacina e a previs√£o √© que a vacina chegue para n√≥s a partir de janeiro do ano que vem e a gente comece a vacinar todo mundo”, disse Pazuello, em reposta a uma youtuber mirim que Bolsonaro levou para a reuni√£o para fazer perguntas aos ministros.

O Brasil¬†acumulou nesta ter√ßa¬†4.162.073 casos de Covid-19, de acordo com dados do Minist√©rio da Sa√ļde, sendo o terceiro pa√≠s em n√ļmero de casos no mundo, atr√°s de Estados Unidos e √ćndia. O total de mortes pela doen√ßa soma 127.464.

As informa√ß√Ķes s√£o da Ag√™ncia Brasil.¬†