PUBLICIDADE

Brasil / Cotidiano

Primeiro caso autóctone da variante Delta do coronavírus em SP é confirmado na Capital; no Rio também há registro

Da Redação

O primeiro caso autóctone da variante delta do novo coronavírus do Estado de São Paulo foi confirmado na Capital nesta segunda-feira (5), por meio de sequenciamento genético realizado pelo Instituto Butantan. Até então, no território estadual só havia confirmação de um caso importado do município de Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro.

O caso aut√≥ctone √© referente a um homem de 45 anos, sem hist√≥rico de viagem e que apresentou somente sintomas leves da COVID-19, sem necessidade de interna√ß√£o. O paciente teve febre, tosse, dor de garganta e nas costas, sintomas que come√ßaram no dia 19 de junho. Na ocasi√£o, procurou um servi√ßo de sa√ļde, coletou amostra para exame e o resultado positivo saiu no dia 21.

Com histórico de hipertensão, embora já esteja na faixa etária da campanha ainda não foi imunizado contra COVID-19, uma vez que casos confirmados devem aguardar quatro semanas após a confirmação da doença para iniciar o esquema vacinal.

Outras tr√™s pessoas com quem reside e teve contato tamb√©m apresentaram apenas sintomas leves, como febre, dor de cabe√ßa, no bra√ßo, aus√™ncia de olfato e de paladar, mas est√£o em bom estado geral, conforme investiga√ß√£o epidemiol√≥gica realizada pela Secretaria Municipal de Sa√ļde de S√£o Paulo.

Variantes do coronavírus

H√° centenas de variantes do novo coronav√≠rus ao redor do mundo. Atualmente, quatro delas s√£o consideradas “variantes de aten√ß√£o” pelas autoridades sanit√°rias devido √† possibilidade de aumento de transmissibilidade ou gravidade da infec√ß√£o, por exemplo. S√£o elas: Gamma (P.1), Alpha (B.1.1.7), Beta (B.1.351) e Delta (B.1.617.2)

Ap√≥s an√°lises do Instituto Adolfo Lutz e do Centro de Vigil√Ęncia Epidemiol√≥gica (CVE) foram encontrados 489 casos aut√≥ctones dessas quatro variantes at√© 5 de julho, sendo 1 de Delta, 3 de Beta, 30 de Alpha e 455 de Gamma.

Rio de Janeiro

A Secretaria Estadual de Sa√ļde do Rio de Janeiro confirmou dois novos casos da variante Delta do novo coronav√≠rus (B.1.617), que provoca a covid-19. Segundo autoridades sanit√°rias, os pacientes s√£o um homem de 30 anos e uma mulher de 22 anos, moradores da Baixada Fluminense.

Os casos, dos moradores de Serop√©dica e S√£o Jo√£o de Meriti, foram anotados nos dias 16 e 17 de junho. Os munic√≠pios foram comunicados e est√£o investigando se s√£o transmiss√Ķes aut√≥ctones, ou seja, ocorridas dentro do estado, ou importadas.

A Delta é também conhecida como variante indiana e se espalhou por quase 100 países. Um caso da cepa indiana já havia sido anotado no estado em maio deste ano. Apesar disso, a linhagem P.1 (brasileira) continua sendo a mais comum no estado.

Em nota, a Secretaria Estadual de Sa√ļde ressaltou que as a√ß√Ķes de preven√ß√£o e os m√©todos de diagn√≥stico e tratamento da covid-19 seguem os mesmos, independentemente da variante.

Foto: Débora Barreto/Fiocruz