PUBLICIDADE

Brasil / Economia

Cerca de 9 milh√Ķes de pessoas ainda n√£o enviaram declara√ß√£o do IR

Da Agência Brasil

A uma semana para o fim do prazo, cerca de 9 milh√Ķes de contribuintes ainda n√£o acertaram as contas com o Le√£o. Segundo o balan√ßo mais recente, 23.535.609 contribuintes enviaram a Declara√ß√£o do Imposto de Renda Pessoa F√≠sica, 72,1% do previsto para este ano.

Os n√ļmeros foram divulgados pela Receita Federal, com dados apurados at√© as 11h de hoje (24). Neste ano, o Fisco espera receber entre at√© 32.619.749 declara√ß√Ķes. No ano passado, foram enviadas 31.980.146 declara√ß√Ķes.

O prazo de entrega come√ßou em 1¬ļ de mar√ßo e vai at√© as 23h59min59s de 31 de maio. A data limite foi adiada em um m√™s para suavizar as dificuldades no recolhimento de documentos impostas pela pandemia de covid-19.

Em abril, a C√Ęmara e o Senado aprovaram projeto de lei que adiaria novamente o prazo para 31 de julho, por causa do agravamento da pandemia. No entanto, o presidente Jair Bolsonaro vetou a proposta, ap√≥s recomenda√ß√£o da Receita Federal.

O programa para computador está disponível na página da Receita Federal na internet. Quem perder o prazo de envio terá de pagar multa de R$ 165,74 ou 1% do imposto devido, prevalecendo o maior valor.

A entrega é obrigatória para quem recebeu acima de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis em 2020. Isso equivale a um salário acima de R$ 1.903,98, incluído o décimo terceiro.

Tamb√©m dever√° entregar a declara√ß√£o quem tenha recebido rendimentos isentos acima de R$ 40 mil em 2020, quem tenha obtido ganho de capital na venda de bens ou realizou opera√ß√Ķes de qualquer tipo na Bolsa de Valores, quem tenha patrim√īnio acima de R$ 300 mil at√© 31 de dezembro do ano passado e quem optou pela isen√ß√£o de imposto de venda de um im√≥vel residencial para a compra de um outro im√≥vel em at√© 180 dias.

Restituição

Pelas estimativas da Receita Federal, 60% das declara√ß√Ķes ter√£o restitui√ß√£o de imposto, 21% n√£o ter√£o imposto a pagar nem a restituir e 19% ter√£o imposto a pagar.

Assim como no ano passado, serão pagos cinco lotes de restituição. Os reembolsos serão distribuídos nas seguintes datas: 31 de maio (primeiro lote), 30 de junho (segundo lote), 30 de julho (terceiro lote), 31 de agosto (quarto lote) e 30 de setembro (quinto lote). As datas não mudaram, mesmo com o adiamento do prazo de entrega da declaração.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil