PUBLICIDADE

Brasil / Cotidiano

Em protesto contra fome, MTST ocupa prédio da Bolsa de Valores em SP

Da Agência Brasil

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocupou hoje (23) o prédio da bolsa de valores de São Paulo, a B3, na região central da capital paulista. De acordo com o movimento, a ação é um protesto contra a fome e a precarização do trabalho.

‚ÄúOcupamos a bolsa de valores de S√£o Paulo, maior s√≠mbolo da especula√ß√£o e da desigualdade social. Enquanto as empresas lucram, o povo passa fome e o trabalho √© cada vez mais prec√°rio. Quem segura o Bolsonaro l√° s√£o os donos do mercado‚ÄĚ, destacou o MTST em texto nas suas redes sociais.

Dezenas de manifestantes ocuparam o sal√£o da B3 onde geralmente s√£o realizados os leil√Ķes na bolsa de valores. Al√©m de bandeiras vermelhas com o s√≠mbolo do MTST, os ativistas carregavam uma bandeira com as cores nacionais com a palavra ‚Äúfome‚ÄĚ estampada. At√© √†s 15h30, o preg√£o de hoje n√£o havia sido interrompido.

‚ÄúA a√ß√£o est√° sendo realizada em protesto contra a carestia e a fome provocadas pela pol√≠tica econ√īmica aplicada por Paulo Guedes e Bolsonaro. Os lucros recordes dos bancos, o aumento de grandes fortunas e o surgimento de 42 novos bilion√°rios no mesmo pa√≠s onde a inseguran√ßa alimentar atinge mais de 116 milh√Ķes de pessoas e a fome j√° √© uma realidade para mais de 19 milh√Ķes precisa acabar‚ÄĚ, acrescentou o MTST nas redes sociais.

Em nota, o Minist√©rio da Fazendo disse que n√£o ir√° se manifestar. A B3 afirmou que manifesta√ß√£o ocorreu de forma pac√≠fica e j√° foi encerrada, “n√£o tendo havido impacto para as opera√ß√Ķes de mercado”.